Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

Campo Grande recebe equipamentos e pode ter 70 novos leitos de UTI nas próximas semanas

Assessor especial do Ministério da Saúde disse que equipamentos chegam ainda nesta semana
03/08/2020 12:29 - Glaucea Vaccari


Mato Grosso do Sul poderá ter acréscimo de mais 70 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nesta semana, segundo informou o assessor especial do Ministério da Saúde, Airton Cascavel, que está em visita ao Estado.

Em live realizada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), Cascavel afirmou que o governo federal já entregou 20 respiradores em Campo Grande e outros 40 chegam amanhã.

Além disso, 10 kits de equipamentos, entre ventiladores, monitores, bombas de infusão e desfibrilador, que foram doados pela JBS em Dourados, serão encaminhados para a Capital para a instalação de novos leitos no Hospital do Pênfigo.

“Campo Grande, que tem 90% das UTIs ocupadas, estará com disponibilidade de mais 70 UTIs nos próximos dias”, disse o assessor especial.

Na semana passada, a secretária adjunta de Saúde, Christine Maymone, afirmou que a dificuldade para a instalação de novos leitos está na falta de profissionais. 

Com relação ao crescimento de casos e mortes que vem sendo registradas no Estado, Cascavel afirmou que o Brasil tem situações diferentes e que teve a pandemia primeiro no Norte, Nordeste e São Paulo, “chegou a vez de Mato Grosso do Sul”.

Para baixar a curva, ele ressaltou a necessidade de se evitar que os casos cheguem graves aos hospitais.

“Como poderão ser salvas vidas? Com a conduta precoce. É necessário que haja Uti, é necessário que haja lá na ponta essa segurança, como se fosse um seguro de carro, é preciso ter o seguro que dê essa garantia, mas é preciso evitar que haja o acidente. Ou seja, é preciso evtar que as pessoas cheguem ao estágio da UTI”, disse.

Para isso, ele pede que a população faça a “tarefa de casa”, cumprindo as medidas determinadas pelas autoridades de saúde e os decretos dos governos federal, estadual e municipal. 

Conforme boletim divulgado hoje pela SES, na macrorregião de Campo Grande 90% dos leitos já estão ocupados.

 
 

Felpuda


A lista do Tribunal de Contas de MS, com nomes de gestores que tiveram reprovados os balanços financeiros de quando exerceram cargos públicos, está deixando muitos candidatos de cabeça quente.  Conforme previsto pelo Diálogo, adversários estão se utilizando de tais dados para cobrar, principalmente nas redes sociais, deixando alguns gestores na maior saia justa e tendo que se explicar. O eleitor, por enquanto, só observa. E dê-lhe!