Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Covid-19 segue em expansão em MS e secretário volta a negar situação controlada

Geraldo Resende frisou que maioria dos pacientes internados são moradores da Capital
29/08/2020 11:33 - Adriel Mattos


A Covid-19 continua em plena ascensão em todas as regiões de Mato Grosso do Sul. E o titular da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Geraldo Resende, voltou a negar a doença causada pelo novo coronavírus esteja sob controle.

“No dia 2 de agosto, em Campo Grande, haviam 10.351 casos. No dia 27, eram 20.505 casos. A Capital está dobrando o número de casos, isso faltando quatro dias para o mês terminar”, declarou durante transmissão ao vivo do Governo do Estado na rede social Facebook.

Resende voltou a negar que Campo Grande tenha boa capacidade hospitalar e tenha mais pacientes do interior que campo-grandenses internados.

“É falsa a informação que 40% dos pacientes internados na Capital venham do interior. São apenas 15%, que vem de cidades não têm leitos. E dos 350 pacientes internados, 50 são do interior, dos quais 34 estão em hospitais privados”, afirmou.

Ainda sobre internações, o secretário voltou a demonstrar preocupação com o aumento das taxas de ocupação global em três macrorregiões. “Estamos voltando à marca dos 80%, o que volta a acender um alerta”, frisou.

 
 

DADOS DO DIA

Hoje, Mato Grosso do Sul chegou a 48.023 casos. Entre ontem e hoje, mais 871 casos foram confirmados.  

Desses novos casos, 296 foram registrados em Campo Grande, 101 em Corumbá, 66 em Dourados, 34 em Três Lagoas, 33 em Sidrolândia e 31 em Aquidauana.

Mais 525 pessoas se recuperaram da Covid-19, totalizando 40.169. Estão internadas 551 pessoas, sendo 294 em leitos clínicos e 261 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Portanto, em 24 horas, nenhuma pessoa foi hospitalizada no Estado.

Há ainda cinco pacientes de outros estados sendo tratados em Mato Grosso do Sul, mas não contabilizados oficialmente pela SES.

Considerando o total geral de leitos e internações por outras doenças, a macrorregião de Dourados está com 78% dos leitos ocupados. A macrorregião de Corumbá está com 74% da capacidade ocupada.  

A região de Campo Grande está com 72% de ocupação. E a macrorregião de Três Lagoas tem 45% de leitos ocupados.  

Nas últimas 24 horas, foram contabilizadas 17 mortes causadas pela doença. Em Campo Grande, uma idosa de 63 anos morreu em 10 de agosto.

Na quarta-feira (26), dois óbitos foram registrados em Corumbá. Já na quinta-feira (27), duas mortes ocorreram em Campo Grande, outras duas em Corumbá, uma em Costa Rica, uma em Nova Alvorada do Sul e uma em Aparecida do Taboado

E ontem, Dourados confirmou uma morte e Três Lagoas também uma. Na Capital, foram cinco. O Estado já tem 840 mortes pela doença.  

 

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!