Clique aqui e veja as últimas notícias!

COVID-19

Dr. Fukuda, ex-diretor da Secretária de Saúde, morre vítima do coronavírus

Médico é quinto profissional do Hospital Regional a morrer vítima da Covid-19
10/01/2021 15:12 - Rafaela Moreira


Campo Grande perdeu mais um profissional de saúde que arriscava a vida na linha de frente para salvar outras pessoas. Robson Yutaka Fukuda, Dr. Fukuda, morreu neste domingo (10), vítima do coronavírus, doença que ele enquanto médico auxiliou no tratamento de centenas de pessoas.

O médico vascular trabalhava no Pronto Atendimento do Hospital Unimed e no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, unidade de referência no tratamento de pacientes com Covid-19.. Casado com Andreia Regis de Assis, desde 1992, deixa além da esposa, três filhos, familiares e muitos amigos.

Últimas Notícias

Em sua consolidada carreira médica, foi diretor da Secretaria Estadual de Saúde (SES) e presidente do Conselho Estadual de Saúde, porém, Dr. Fukuda optou por trabalhar na linha de frente no enfrentamento a Covid-19, salvando vidas. 

A diretora presidente do HRMS, Dra. Rosana Leite de Melo, lamentou a perda do amigo e companheiro de trabalho. 

“Essa doença é muito cruel e traiçoeira. Temos muito ainda para enfrentar. O Dr. Fukuda foi a esperança de centenas de pacientes, que auxiliou no combate incansável a essa pandemia. À família, nossas condolências e profundo pesar”.

 
 

Robson havia acabado de entrar de férias no início do mês de dezembro, quando deu entrada no hospital da Unimed com sintomas leves da Covid. Rosana Leite explica que a morte do médico foi rápida e inesperada. 

“Os sintomas dele eram bem diferentes, ele foi internado bem no início da doença, apresentou uma melhora significativa, e em questão de dias estava no CTI. Tudo aconteceu muito rápido e de maneira inesperada, perdemos um amigo”, declarou Rosana Leite. 

Desde o início da pandemia, cinco profissionais da saúde do Hospital Regional morreram de Covid-19, sendo três enfermeiros, dois médicos, incluindo Dr. Fukuda, e uma fonoaudióloga. 

Assine o Correio do Estado