Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

QUEIMADAS NO PANTANAL

Pantanal de MS corresponde a 79% da área total atingida pelo fogo nos últimos dias

Dados registrados até sábado (03), mostram que, só este ano, 3,977 milhões de hectares do bioma já foram atingidos pelo fogo
06/10/2020 17:00 - Brenda Machado


Em uma semana, o fogo consumiu mais 409 mil hectares do Pantanal em Mato Grosso do Sul, a atualização foi dada pelo Laboratório de Aplicações de Satélites Ambientais do Departamento de Meteorologia da UFRJ.

Dados registrados até o último sábado (03), mostram que, este ano, 26% do bioma já foi atingido pelo fogo, o que corresponde a 3,977 milhões hectares queimados.

Ainda segundo o levantamento, deste total, 2,160 milhões de área ficam no estado de Mato Grosso, enquanto 1,817 milhões são de Mato Grosso do Sul, região mais afetada na última semana.

De acordo com o analista ambiental do Ibama Prevfogo, Alexandre Pereira, a Serra do Amolar, Porto Esperança e Passo do Lontra ainda têm sido os pontos de maior preocupação.

Outra região que entrou em alerta foi a do Rabicho, uma área próxima à proteção ambiental Baía Negra, em Ladário. Por causa dos incêndios, as estruturas físicas da Marinha, que ficam no local, corriam perigo.

"Além disto, todo o percurso da BR-262 tem sido monitorado pra evitar que a fumaça produzida e até as chamas cheguem na rodovia e dificultem o tráfego de veículos, até porque já houve acidente com vítimas fatais.", completou o analista.

Conforme a explicação, mesmo que os incêndios não cessem, as queimadas não oferecem mais risco iminente para os grupos da região.

No Passo do Lontra e na Barra de São Lourenço, por exemplo, o fogo já está longe das comunidades.

 

 

 
Combate na região do Rabicho - Divulgação / Ibama Prevfogo
 

Estatuto do Pantanal

A Agência Estado informou que, nesta quarta-feira (07), a comissão temporária externa que acompanha as ações de enfrentamento aos incêndios no Pantanal (CTEPantanal) irá votar a criação do Estatuto do Pantanal.

O relatório da proposta é de autoria do senador Nelsinho Trad (PSD-MS).

A audiência pública será feita por videoconferência e contará com a participação de diversos órgãos, dentre eles Funai, Embrapa e Ministério do Meio Ambiente.

O novo documento pretende oferecer segurança jurídica para o desenvolvimento econômico sustentável e a proteção do meio ambiente para Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, estados que compartilham o bioma.

Caso aprovado, o Estatuto Pantanal fará parte do Código Florestal (Lei 12.651, de 2012).

A comissão temporária, responsável pela audiência, ainda atuará por 90 dias com pautas relacionadas ao enfrentamento às queimadas no Pantanal. O grupo é presidido pelo senador Wellington Fagundes.

 
 

Felpuda


Candidato a vereador caiu em desgraça, pelo menos em um dos bairros de Campo Grande, ao promover comício em ginásio de esporte, com direito a ônibus lotados e espoucar de muitos fogos de artifício.

Aí dito-cujo foi alvo de muitas críticas, tanto pela zoeira causada, como por ter mandado às favas quaisquer cuidados na prevenção da Covid-19, ao promover grande aglomeração. Irresponsabilidade é pouco, hein?!