Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TEMPO INDETERMINADO

Embaixada dos EUA cancela entrevistas para obtenção de visto no Brasil

Medida é tomada em virtude da pandemia de coronavírus
16/03/2020 22:00 - Agência Brasil


 

A Embaixada dos Estados Unidos no Brasil cancelou, a partir de amanhã (17), as entrevistas rotineiras de visto de imigrante e não imigrante. O cancelamento vale para também para os consulados do país no Brasil. Segundo informou a embaixada hoje (16), não existe uma data para que os atendimentos sejam retomados. A expectativa é retomá-los “o mais rápido possível”.

A embaixada esclareceu ainda que a taxa paga para solicitação de visto tem validade de um ano a partir da data do pagamento. Dessa forma, um novo agendamento poderá ser feito respeitando o prazo. Caso o viajante tenha um assunto urgente nos Estados Unidos e precise ir imediatamente para aquele país, a orientação é contatar a embaixada pelo e-mail: brazil_contactus+br+info+en@visaops.net.

As medidas foram tomadas em virtude da pandemia de coronavírus (Covid-19). São mais de 180 mil casos em todo o mundo, com o número de contaminações crescendo a cada dia. Países como Itália e Espanha decretaram quarentena para conter o ritmo de contaminações. Com isso, as pessoas só podem sair para comprar comida e medicamentos, ir ao hospital ou por causa de outras urgências.

No Brasil, os casos confirmados do novo coronavírus alcançaram 234 hoje, segundo a atualização divulgada pelo Ministério da Saúde. Nos Estados Unidos, mais de 4,3 mil pessoas estão com o vírus. Os EUA já suspenderam a entrada de estrangeiros vindos de diversos países da Europa, bem como da China. A decisão foi tomada pelo presidente Donald Trump.

Felpuda


Alguns pré-candidatos que estão de olho em uma cadeira de vereador vêm apostando apenas nas redes sociais, esperançosos na conquistados votos suficientes para se elegerem. A maioria pede apoio financeiro para continuar mantendo suas respectivas páginas, frisando que não aceita dinheiro público ou de político, fazendo com que alguns se lembrem daquela famosa marchinha de carnaval: “Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí...”. Como diria vovó: “Essa gente perdeu o rumo e o prumo”.