Clique aqui e veja as últimas notícias!

CRISE HÍDRICA

Para garantir abastecimento na Capital, Águas Guarirobas recorre a balneário

Prazo para concessionária explicar operação de retirada de água de outra fonte termina hoje
17/09/2020 09:00 - Eduardo Miranda, Marcos Pierry


Mesmo sem saber, milhares de moradores de Campo Grande estão utilizando a água do Balneário Atlântico para o consumo diário. 

O longo período de estiagem tem reduzido, cada vez mais, o volume hídrico dos mananciais e reservas operados pela concessionária Águas Guariroba. 

A solução encontrada foi captar água do balneário, uma das principais opções de lazer para os dias quentes antes da pandemia, e fazer o transporte até as estações de tratamento.

O Correio do Estado esteve no local e constatou a estrutura montada para socorrer a cidade após o agravamento na crise de abastecimento, que já atinge diretamente pelo menos 20% da população – mais de 160 mil pessoas. 

Além de dezenas de trabalhadores, há banheiros químicos, bombas de drenagem e outros equipamentos.  

Na estrada de acesso ao balneário, a 50 metros de distância do lago, carros-pipa fazem fila até serem abastecidos com a água levada por mangueiras de longa extensão. 

A capacidade total de toda a frota mobilizada na operação – em torno de 50 caminhões – é de um milhão de litros.