Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CONSERVAÇÃO

Governo anuncia compra de equipamento que transforma leite materno em pó

Equipamento ajudará na conservação dos estoques no Estado
18/08/2015 17:30 - GABRIEL MAYMONE


 

O governo do Estado irá comprar aparelho que transforma leite materno em leite em pó. O uso do equipamento é tema de diversas pesquisas que mostram nos seus resultados a importância deste método para melhorar as condições de armazenamento do leite materno sem que haja perdas dos nutrientes.

Conforme a literatura médica, o processo de liofilização é mais favorável em relação a outras técnicas de conservação e, em análise, ficou comprovado que o processo manteve as proteínas, cálcios e demais componentes inalterados do leite materno em comparação aos valores do leite não liofilizados.

Para a coordenadora do Banco de Leite do Hospital Universitário – que é referência de Mato Grosso do Sul – Elisabete Kamiya, a aquisição do liofilizador vai melhorar o trabalho de armazenar o estoque do Estado. “Temos cinco bancos de leite no Estado, sendo quatro em Campo Grande e um em Dourados. A compra do liofilizador vai ajudar todos no que se refere a estocagem do produto”, disse Elisabete.

Além da compra o aparelho liofilizador, o secretário Nelson Tavares também anunciou o convênio com os hospitais para o repasse semanal de 50 litros de combustível que serão utilizados nas viaturas que fazem a coleta da doação do leite materno.

São cinco hospitais que mantêm o setor de Banco de Leite que atendem todo o Estado: Hospital Universitário, Maternidade Cândido Mariano, Santa Casa, Hospital Evangélico Dr. e Sra. Goldsby King e Hospital Regional.

Felpuda


Depois de se “leiloar” durante meses, e afirmando que estava até escolhendo o município para se candidatar a prefeito, ex-cabeça coroada não só não recebeu acenos amistosos, como também não encontrou portas abertas com tapete vermelho a esperá-lo. 

Assim, deverá pendurar as chuteiras e fazer como cardume em seu pesqueiro: nada, nada...