Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

Laboratórios correm para lançar vacina ainda neste ano

Algumas empresas trabalham com prazo para novembro deste ano
22/07/2020 11:16 - Rodrigo Almeida


A guerra de hipóteses no tratamento da Covid-19 é travada desde o reconhecimento da pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS). 

São kits de tratamento profilático sem muita comprovação científica e uma guerra de estudos científicos que deixam qualquer um confuso.

Apesar disso, há um consenso na comunidade científica: sem uma vacina é difícil voltar ao mundo pré-coronavírus.

Desde março deste ano, há mais de 100 projetos de vacinas sendo testadas mundo afora em diferentes estágios, de acordo com o portal especializado em saúde e ciência Web MD. 

A OMS reportou 166 pesquisas ativas até agora.

A China é o país que tem mais produtos em fase final, são três. Esta semana começou com uma boa notícia relacionada à vacina de Oxford.

O patógeno desenvolvido na universidade britânica animou toda a comunidade científica e demonstra estarmos perto de uma saída. Ele é considerado a opção mais avançada pela OMS e já é testada em mais de 50 mil pessoas ao redor do mundo.

A segunda alternativa pode ser uma vacina produzida pela chinesa Sinovac.

Por aqui ela foi divulgada pelo Governador de São Paulo, João Dória (PSDB), e conta com a parceria do Instituto Butantan. Os testes serão administrados em 9 mil voluntários em seis estados.

Assim como os britânicos, as duas vacinas divulgaram uma nova fase no Brasil. O fato de ser o país com maior aumento de casos da covid-19 atualmente torna o Brasil o campo de testes ideal.

Outra empresa que está em fase avançada é a americana Pfizer em conjunto com o laboratório alemão BioNtech. 

Em entrevista a Globo, a diretora para o Brasil Marjori Dulcine, diz que espera ter aprovações dos órgãos mundiais até novembro deste ano.

“Se tudo correr como o esperado a gente espera ter 100 milhões de doses em 2020 e 1,2 bilhão em 2021”, afirma. O problema é que a primeira leva já está vendida. O presidente Donald Trump anunciou na manhã desta quarta-feira, 22, um acordo para a compra de todas as vacina que os dois laboratórios preveem produzir.

O governo americano deve comprar 600 milhões de doses, quase metade da produção prevista até o fim do próximo ano. Claro, que após a aprovação da FDA (Food and Drug Administration) - a Anvisa deles.

 
 

Felpuda


Candidato a prefeito de cidade do interior foi buscar “inspiração” para elaborar seu programa de governo.

Assim, não se fez de rogado em beber da fonte de prefeito que tenta a reeleição em município da Bahia.

O dito-cujo cá dessas bandas copiou as propostas e vinha as apresentando como sendo de sua autoria.

A população já descobriu o plágio e ainda aguarda uma explicação.

Se não houver, as urnas certamente a darão.