Clique aqui e veja as últimas notícias!

DENUNCIA

Líder no número de casos e óbitos por Covid-19, Campo Grande é palco de aglomerações

Neste sábado (09), 510 pessoas foram abordadas e orientadas a retornar e permanecer em casa.
10/01/2021 12:20 - Beatriz Magalhães


No último sábado (09), enquanto Campo Grande registrava 1.116 novos casos de Covid-19 e 14 óbitos pela doença, a Guarda Civil Metropolitana fiscalizou 76 estabelecimentos que descumpriram o decreto 14.587 de 04 de janeiro de 2021, do Toque de Recolher. 

Últimas Notícias

As fiscalizações foram realizadas nas sete regiões da Capital por 75 guardas civis. Em resumo, 510 pessoas foram abordadas e orientadas a retornar e permanecer em casa. 

Neste domingo, o Correio do Estado recebeu a denúncia de uma aglomeração em um estabelecimento comercial no bairro Pioneiros, em Campo Grande. 

Uma foto foi encaminhada pela leitora que informou que o estabelecimento está sempre lotado. 

"A Vigilância Sanitária já veio no estabelecimento, mas desde então não mudou nada. Vários vizinhos ligam para a Guarda Municipal e eles dizem que só podem fazer algo caso passe do horário do toque de recolher. E a aglomeração? As medidas de biossegurança? Simplesmente ignoram”, questiona. 

De acordo com a assessoria de comunicação, a Guarda não tem autonomia de multa a estabelecimentos, o que pode ser feito apenas pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Gestão Urbana (SEMADUR) e a Vigilância Sanitária. Em ocorrências desse tipo, a Guarda apenas acompanha os órgãos responsáveis pela fiscalização de aglomerações.

“Além disso, muitos clientes ficam do outro lado da rua e na frente da casa dos vizinhos do estabelecimento consumindo. Antes o bar colocava as mesmas e cadeiras na frente dos portões das casas ao lado, até que os vizinhos tiveram que reclamar e colocar placas nos portões, como: proibido estacionar; proibido mesas e cadeiras. Um absurdo”, protesta a leitora.

O Correio do Estado tentou entrar em contato com o estabelecimento denunciado, mas não houve retorno até a hora de publicação desta matéria. 

AGLOMERAÇÃO

Segundo especialistas, a aglomeração é a principal forma de contágio da Covid-19.

“Eventos assim, podem favorecer a transmissão para centenas de pessoas. Existe um estudo que aponta que 1 doente pode transmitir o vírus para mais de 100 pessoas”, afirma o médico infectologista, Julio Croda.

As aglomerações podem, de acordo com o código sanitário, gerar uma multa que varia de R$ 100 a R$ 15.000, sendo definido durante o processo.

DENÚNCIA

A população pode denunciar atos de desobediência ao decreto municipal pelo telefone (67) 3314-9955, ou pelo número 153 da Central da Guarda Municipal. 

BOLETIM

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul (SES), neste domingo (10), 831 novos casos foram confirmados pela Saúde e outros 21 óbitos foram registrados nas últimas 24 horas. Apenas nos primeiros 10 dias do mês, Mato Grosso do Sul já registrou 172 mortes.

 

Assine Correio do Estado