Clique aqui e veja as últimas notícias!

CORONAVÍRUS

Com taxa de ocupação em 130%, Santa Casa restringe atendimento do pronto-socorro à pacientes regulados

Das 30 leitos de UTI destinadas à Covid-19 no hospital, 27 estavam ocupados na manhã de hoje. Um paciente recebe ventilação manual deste às 5h30
05/01/2021 12:23 - Gabrielle Tavares


O pronto-socorro da Santa Casa de Campo Grande vai atender apenas pacientes regulados e com a referência exclusiva para o hospital. A medida entra em vigor nesta terça-feira (5) e permanecerá pelas próximas 24 horas, após este período a situação será reavalida.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI está em 130%. Seis salas cirúrgicas estão interditadas para abrigar os pacientes que compões os 30% excedentes das vagas.

Eles estão em estado grave, sedados e intubados, aguardando a disponibilidade de leito de terapia intensiva. A ocupação influencia diretamente no fluxo normal de procedimento cirúrgico no setor.

Últimas notícias

Das 30 leitos de UTI destinadas à Covid-19 no hospital, 27 estavam ocupados na manhã de hoje.

De acordo com a diretoria do hospital, a redução no atendimento do pronto-socorro foi feita “como forma de minimizar o risco de desassistência aos pacientes internados. Informamos ainda, que todos os órgãos competentes já foram comunicados”.

Entre 00h do dia 30 de dezembro até 10h20 de hoje, dez pacientes precisaram de ventilação mecânica manual (ambú). Nesta manhã, um paciente está sendo atendido com o ambú desde às 5h30, outros 8 pacientes estão em respiração espontânea e 6 em ventilação mecânica.

A Santa Casa informou ainda que recebeu entre hoje e o dia 30, 389 solicitações de transferência de pacientes e destes, 192 foram enviados como vaga zero, ou seja, equivalente a 49% das solicitações.

As internações estão em média de 103 pacientes por dia. Além dos pacientes da regulação, foram enviados para o hospital pacientes levados pelo Samu, Corpo de Bombeiros e demanda espontânea.

Repasse

No dia 30 de dezembro o Ministério da Saúde anunciou o repasse de R$ 22.800.000,00 para o enfrentamento da Covid-19.

De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, a solicitação foi discutida com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello e o secretário de Atenção Especializada do Ministério da Saúde, coronel Luiz Otavio Franco Duarte.

“Fizemos a intermediação junto ao Ministério para que fossem liberados os recursos para ajudar a Santa Casa nesse momento que estão passando como forma de mitigar a crise financeira instalada no Hospital”, pontuou.

A Santa Casa foi contemplada com R$ 11 milhões, do pacote de R$ 27,5 milhões do Governo do Estado, pelo recurso emergencial para municípios e hospitais no combate a Covid-19.

Assine o Correio do Estado