Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

TEMPO

Última semana de outubro será chuvosa, mas novembro terá calor e baixa umidade

Previsão é de chuvas com grande acumulado até o dia 30 deste mês em todo o Estado
25/10/2020 16:51 - Glaucea Vaccari


A última semana de outubro será chuvosa em todo o Mato Grosso do Sul, mas o tempo deve mudar no início de novembro.

De acordo com previsão do Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec), de segunda (26) até sexta-feira (30), chuvas continuam a ocorrer em todas as áreas do Estado.

Para esta segunda, Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu dois avisos, para o risco de tempestade e chuvas intensas.

Tempestade pode ocorrer em 46 municípios, especialmente das regiões sul e oeste. Risco é de chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos, entre 60 e 100 km/h, e queda de granizo.

Já para as regiões centro, leste e norte, que inclui Campo Grande, alerta é de chuvas intensas, com chuva entre 20 e 30 mm/h, ventos de 40 a 60 km/h e sem granizo.

Em ambos os casos, chuvas podem vir acompanhadas de raios. 

Além de segunda-feira, previsão é de chuvas com maiores acumulados e mais intensas nos dias 27, 29 e 30.

Umidade relativa do ar oscila entre 60% e 100% durante a semana.

Já para o mês de novembro, que começa no próximo domingo, expectativa é de pouca chuva.

Conforme o Cemtec, modelos meteorológicos indicam volume máximo de 5 milímetros em pontos isolados.

Para o início do mês, são esperadas condições de tempo firma, queda nos índices de umidade relativa do ar e elevação das temperaturas.

Apesar da previsão de calor, temperaturas não devem ser tão elevadas quanto as registradas na primeira quinzena de outubro, que chegaram a ultrapassar 40°C.

Chuvas devem retornar a partir do dia 8 de novembro.

 
 

Felpuda


Ex-petista de quatro costados, que acabou se aboletando em outro partido já há algum tempo, decidiu se submeter mais uma vez às urnas na tentativa de voltar a comandar cidade do interior de Mato Grosso do Sul. O eleitorado não botou fé e decidiu reeleger o atual prefeito.

Agora, há quem diga que o dito-cujo, que é fã de Carnaval, já pode ir preparando sua fantasia: “palhaço das perdidas ilusões”. Ô maldade!