Clique aqui e veja as últimas notícias!

REFERÊNCIA NACIONAL

Portal da Covid-19 permite que população sul-mato-grossense acompanhe número de vacinados

Pela atualização mais recente, MS já imunizou mais de 44 mil pessoas
01/02/2021 18:51 - Brenda Machado


Numa escalada positiva em direção à transparência no enfrentamento à pandemia da Covid-19, o Governo de Mato Grosso do Sul lançou, nesta segunda-feira, o Vacinômetro.

O portal facilitará o acesso às informações referentes à vacinação no estado, deixando com que a população consiga acompanhar o número pessoas imunizadas até o momento.

Últimas Notícias

Além do número de vacinados, o painel aponta o total de vacinas recebidas, a quantidade de doses aplicadas, número de aplicações das doses por grupos prioritários.

Conforme a previsão do Governo, em breve será possível também fazer a consulta por laboratório fornecedor.

Os dados que abastecem a plataforma são retirando do Data SUS 2020 e, de acordo com o secretário estadual de Saúde (SES), Geraldo Resende, "o painel é público.".

Até o momento, Mato Grosso do Sul já recebeu 190.746 vacinas contra a Covid-19, sendo doses da CoronaVac e da AstraZeneca/Oxford.

Lembrando que a CoronaVac será usada para garantir as duas aplicações de cada vacinado, com o quantitativo, cerca de 46.152 pessoas já foram imunizadas.

O número corresponde a 40,79% do grupo prioritário da fase 1 da Campanha Nacional de Vacinação contra o vírus. Já em relação ao número de habitantes do estado, os vacinados representam 1,64% da população geral.

Especificando as doses aplicadas, os trabalhadores de saúde são o maior grupo imunizado com 26.400, na sequência vêm os indígenas aldeados com 18.058 doses aplicadas.

Logo depois, os idosos em Instituições 1.534 e, por último, deficientes institucionalizados com 160 aplicações. 

As informações apresentadas pelo Vacinômetro foram coletados entre os dias 18 e 29 de janeiro.

De acordo com o coordenador da Coordenadoria de Tecnologia da Informação (CTEC) da SES, Marcos Espíndola de Freitas, a plataforma ainda passará por alterações, e isso irá acontecer conforme o Ministério da Saúde abrir a vacinação para os próximos grupos.

“Numa segunda versão, nós teremos acesso à conexão do sistema nacional – que está em fase de testes pelo Ministério – onde será possível saber qual dose recebida, quando e onde foi vacinado. Teremos acesso direto aos bancos de dados do sistema federal, com atualizações em tempo real”, destacou.

Ainda segundo Freitas, o sistema é recente e as pessoas precisam ter cautela na hora de analisar os dados, já que todas as informações dos municípios, recebidas pela Secretaria, são checadas antes da postagem. "Nós queremos garantir que a publicação seja a mais fidedigna possível,", completou.