Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PANDEMIA

Casos começam a ter queda, mas recusa da população em fazer testes preocupa

Taxa de contágio se mantém abaixo de 1% e casos confirmados e mortes saem do platô
13/10/2020 12:33 - Glaucea Vaccari


Após meses no platô elevado, número de casos confirmados e mortes por Covid-19 apresentam desaceleração em Mato Grosso do Sul. No entanto, a recusa da população em realizar testes preocupa a Secretaria Estadual de Saúde.

“O número de de testes caiu sensivelmente. Há por parte da população uma não procura pelos testes e também uma negação em fazer teste” disse o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende.

Conforme Resende, atualmente há 393 testes em análise no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), bem abaixo da capacidade, que é de até 1,8 mil testes por dia.

Secretário afirma que essa baixa procura e recusa foi percebida, além da queda na realização dos testes, em conversa com os secretários municipais de saúde e a SES procura saber o que levou ao desinteresse.  

“Estamos verificando esse dado novo que está se apresentando, muitas vezes a própria a recusa da população em fazer teste, isso é muito ruim”, afirmou.

Conforme boletim divulgado nesta terça-feira (13), nas últimas 24 horas foram confirmados 237 novos casos e nove mortes por Covid-19 no Estado, sendo duas em Campo Grande, e uma em Batayporã, Dourados, Jardim, Nova Alvorada do Sul, Paranaíba, Rio Negro e Sidrolândia 

Média móvel de casos é de 361,4 por dia, enquanto a de óbitos está em 10,4.

“Esse número mostra que há uma desaceleração, com a possibilidade de termos um descenso significativo da doença em Mato Grosso do Sul. Os casos de hoje apontam para esse cenário”, acredita Resende.

Ainda segundo o secretário, essa desaceleração é fruto da taxa de contágio, que tem permanecido abaixo de 1%, atualmente em 0,96%.

“Há vários dias tem permanecido em 0,96 e isso é um bom sinal. A gente espera que ela possa permanecer por vários dias e, no final, teremos um decréscimo tão sonhado da pandemia no nosso Estado”, completou.

Secretário demonstrou, no entanto, preocupação com as aglomerações registradas durante o feriadão de Criação do Estado e Dia de Nossa Senhora Aparecida, que podem refletir em aumento de casos daqui há cerca de 14 dias, e pediu que a população mantenha as medidas de isolamento social e uso de máscaras. 

De acordo com o boletim, Estado contabiliza 75.076 casos confirmados desde o início da pandemia, com 69.171 recuperados e 3.856 ativos. Mortes somam 1.449.

Outro dado positivo, segundo a secretária adjunta de Saúde, Christina Maymone, é a queda no número de internados, com 390 pacientes em leitos de hospitais.

“Em relação a situação dos casos internados é um dado bom. Sempre mantemos entre 450 a 550 internados. Semana passada observamos que os casos internados começaram a diminuir e realmente temos 390 casos em internação, é um dado positivo”, disse.

Taxa de ocupação de leitos na macrorregião de Campo Grande é de 68%, em Dourados 66%, Três Lagoas 38% e Corumbá 71%.

 
 

Felpuda


Candidato a vereador caiu em desgraça, pelo menos em um dos bairros de Campo Grande, ao promover comício em ginásio de esporte, com direito a ônibus lotados e espoucar de muitos fogos de artifício.

Aí dito-cujo foi alvo de muitas críticas, tanto pela zoeira causada, como por ter mandado às favas quaisquer cuidados na prevenção da Covid-19, ao promover grande aglomeração. Irresponsabilidade é pouco, hein?!