Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NO LIMITE

Sem repasse de 18 milhões, Santa Casa alega falta de insumo para fazer atendimentos

Valor em aberto é referente ao contrato da prefeitura com o hospital
10/06/2020 17:58 - Fábio Oruê


Em tempos de coronavírus, a área da saúde enfrenta problemas com a falta de equipamento e em Campo Grande a realidade não é diferente. A Associação Beneficente de Campo Grande (ABCG), mantenedora da Santa Casa, alegou falta de insumos para realizar novos atendimentos. 

Conforme a diretora financeira do hospital, Sandra Ortega, o motivo para a insuficiência de materiais se dá porque a Santa Casa não recebe o repasses da prefeitura há três meses. O valor que a unidade precisa receber chega aos R$ 18 milhões. Além disso, outros R$ 6 milhões das portarias do Governo Federal de ajuda às Santas Casas também precisam ser repassados. 

“Neste período deste ano nós tivemos queda no faturamento. Por mais que nós temos o aumento no número de pacientes; nós aumentamos em 20% a 30 %; nós tivemos um aumento de custo significativo, porque alguns dos medicamentos nós tivemos que estocar”, disse ela, que explicou que explicou que o hospital preciso garantir alguns medicamentos essenciais por conta do problema de abastecimento que o mundo vive por conta da pandemia.

Por conta disso, o hospital, a partir de hoje, só irá atender somente casos de emergência médica e primeiros atendimentos de emergência, para conter o uso de materiais de atendimentos hospitalar. “É uma ação preventiva que deve durar no máximo até semana que vem”, disse o superintendente da Gestão Médico-hospitalar, Luiz Alberto Kanamura, na tarde desta quarta-feira (10).

Ele explicou que os pacientes operados e que tem retorno marcado na unidade serão atendidos, mas novos casos não serão mais recebidos. Os emergenciais posteriormente serão transferidos para outras unidades. 

Procurada pela reportagem, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) informou que o Executivo Municipal está efetuando repasses em aberto para a Santa nos próximos dias. Os valores são referentes ao delegado à prefeitura fazer o pagamento. 

 
 

Felpuda


Candidato a prefeito de cidade do interior foi buscar “inspiração” para elaborar seu programa de governo.

Assim, não se fez de rogado em beber da fonte de prefeito que tenta a reeleição em município da Bahia.

O dito-cujo cá dessas bandas copiou as propostas e vinha as apresentando como sendo de sua autoria.

A população já descobriu o plágio e ainda aguarda uma explicação.

Se não houver, as urnas certamente a darão.