Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

DECLARAÇÃO

Trutis posta vídeo indignado depois de passar dia na PF por porte de armas

Deputado é investigado atentado sofrido em 2019; há suspeitas de que tenha crime foi forjado
13/11/2020 15:11 - Rodrigo Almeida


Depois de passar a quinta-feira (12) na sede da Polícia Federal em Campo Grande, o Deputado Federal Loester Trutis (PSL) se manifestou em rede social sobre a detenção da qual foi alvo. 

O vídeo de cerca de seis minutos é uma resposta à cobertura feita pela mídia do caso.

Trutis se diz indignado pela forma como a imprensa sul-mato-grossense noticiou sua detenção voluntária, termo utilizado no despacho anexo ao comunicado do parlamentar.

E chegou a julgar eleitores de direita que acreditam na imprensa. “Ou você é de direita, ou você acredita na mídia”, vociferou. Além disso, se mostrou perplexo por ter sido conduzido por estar em posse de um “fuzilzinho”.

A investigação foi comandada pela Polícia Federal na manhã de quinta-feira e encontrou um fuzil AR-15 na casa do deputado. Por esse motivo, o político foi levado detido, por se tratar de um armamento considerado proibido.

Na reanálise do despacho, entretanto, a arma é considerada de uso restrito, e dessa forma, segundo a lei anticrime de 2019, prevê crime hediondo caso apreensão de armas de tal porte.

No vídeo divulgado por Trutis, ele assegura que nunca invocou o foro privilegiado do qual tem direito como deputado. Porém, o despacho deixa claro que um parlamentar não se aplica a prisão em flagrante.

Os mandados foram expedidos pela ministra Rosa Weber, por causa de um suposto atentado contra a vida do deputado. Na ocasião, Trutis se deslocava pela BR-060 quando supostamente foi alvejado por tiros de fuzil. Ele e o assessor escaparam sem ferimentos.

Desde então, autoridades policias investigam se o crime não foi forjado pelo próprio parlamentar.

 
Trutis posta vídeo indignado depois de passar dia na PF por porte de armas - Facebook
 

Felpuda


Embora tenha manifestação de que não haverá mudanças na administração municipal que se iniciará dia 1º de janeiro, o que se ouve por aí é que a realidade não seria bem assim.

Alguns setores deverão passar por alterações, como forma de se azeitar engrenagens que estariam deixando a desejar. 

O Diário Oficial, a partir daquela data, deverá ser a publicação mais lida a cada manhã.