Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CINEMA

Confira os vencedores do Oscar 2020

Produção sul-coreana 'Parasita' foi o mais aclamado da noite e levou o prêmio principal
10/02/2020 07:36 - Camila Andrade Zanin


 

A cerimônia do Oscar 2020 realizada na noite de ontem (9), em Los Angeles surpreendeu ao entregar seu principal prêmio, de melhor filme, para o sul-coreano Parasita. O filme com mais indicações, Coringa terminou a noite com dois prêmios: Melhor Ator, para Joaquin Phoenix, e Melhor Trilha Sonora Original. Já 1917, outro longa favorito, ganhou três categorias: Melhores Efeitos Visuais, Melhor Mixagem de Som e Melhor Fotografia, de acordo com o site Adoro Cinema. 

MELHOR FILME 

Parasita 

MELHOR DIREÇÃO

 Bong Joon Hoo - Parasita 

MELHOR ATOR 

Joaquin Phoenix - Coringa 

MELHOR ATRIZ

Renée Zellweger - Judy - Muito Além do Arco-Íris  

MELHOR ATOR COADJUVANTE 

Brad Pitt - Era uma Vez Em... Hollywood 

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

 Laura Dern - História de um Casamento 

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

 Parasita 

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

 Jojo Rabbit

 MELHOR ANIMAÇÃO

 Toy Story 4 

MELHOR FILME INTERNACIONAL 

Parasita 

MELHOR DOCUMENTÁRIO 

Indústria Americana 

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE 

Era uma Vez Em... Hollywood 

MELHOR FOTOGRAFIA 

1917 

MELHOR FIGURINO

 Adoráveis Mulheres

 MELHOR MAQUIAGEM

 O Escândalo

 MELHOR MONTAGEM 

Ford vs Ferrari 

MELHOR TRILHA SONORA 

Coringa 

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL 

"I’m Gonna Love Me Again" - Rocketman 

MELHORES EFEITOS VISUAIS 

1917 

MELHOR EDIÇÃO DE SOM 

Ford vs Ferrari 

MELHOR MIXAGEM DE SOM 

1917 

MELHOR CURTA-METRAGEM 

The Neighbor's Window 

MELHOR CURTA-METRAGEM - ANIMAÇÃO 

Hair Love 

MELHOR CURTA-METRAGEM - DOCUMENTÁRIO 

Learning to Skateborad in a War Zone (If You're a Girl)

Felpuda


Dia desses, há quem tenha se lembrado de opositor ferrenho – em público –, contra governante da época, mas que não deixava de frequentar a fazenda de “sua vítima” sempre que possível e longe dos olhos populares. Por lá, dizem, riam que só do fictício enfrentamento de ambos, que atraía atenção e votos. E quem se lembrou da antiga história garantiu que hoje ela vem se repetindo, tendo duas figurinhas carimbadas nos papéis principais. Ô louco!