Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TELEVISÃO

Murilo Cezar enxerga o lado bom de tudo

Para enfrentar fase de isolamento, o ator adota o mesmo otimismo explorado em “As Aventuras de Poliana”
29/04/2020 17:37 - Márcio Maio/TV Press


 

De todas as novelas no ar nos canais abertos atualmente, a única inédita é “As Aventuras de Poliana”. Com isso, enquanto fica de quarentena, em casa, Murilo Cezar consegue ver suas cenas como o mocinho Marcelo na novela infantil do SBT. E garante: está inclusive se inspirando na personagem-título do folhetim para encarar esse momento com mais otimismo. “Como a própria Poliana nos ensina, tento ver o lado positivo de tudo. Esse tempo em casa está sendo bom para refletir, movimentar algumas ideias e vontades que estavam paradas por falta de tempo”, conta o paulistano de 33 anos.  

Na história, Marcelo ocupa o arquétipo de herói: ajuda o próximo e toma as dores de quem é injustiçado. “É um cara amoroso, que gosta de fazer o bem. Claro que não é perfeito: age no impulso e acaba errando muitas vezes no caminho. E sonha em casar e ter filhos”, resume o ator. E, como não poderia deixar de ser, a repercussão tem sida a melhor possível. “Tanto entre as crianças como entre os adultos. As pessoas acompanham mesmo todo o dilema do Marcelo e da Luísa e torcem pelo amor dos dois”, vibra, referindo-se ao personagem de Thaís Melchior.  

Essa é, na verdade, a segunda novela de Murilo. A primeira também era voltada para as crianças, no próprio SBT: “Carinha de Anjo”, exibida entre 2016 e 2018. O ator, no entanto, não chegou a participar do folhetim inteiro. “Foi uma passagem muito curta, mas me diverti quando foi ao ar e fui abordado nas mídias sociais”, conta. A experiência acabou deixando um gosto de “quero mais”, que foi saciado quando rolou a chance de entrar em “As Aventuras de Poliana”. “Me apaixonei pelo personagem desde o teste. Senti uma forte identificação e vontade de dar vida à história dele”, confessa ele, que já foi confirmado na próxima temporada da novela, ainda sem data para estrear.

Para compor seu personagem, o ator conta que tentou criar uma aproximação entre Marcelo e seu intérprete. “Tentei entender seus motivos, sonhos, valores, propósitos e conflitos. Uma vez sólida essa base de entendimento, busquei aprender tudo que o cerca”, explica. Como Marcelo é um fotógrafo profissional, Murilo ainda se dedicou a estudar o ofício, para não fazer feio no ar. “Conversei com alguns fotógrafos para entender o que os motiva e como a profissão impacta em suas vidas e relações. E também estudei a parte técnica, para ter familiaridade com a câmera”, entrega.  

O interesse pela atuação surgiu ainda na adolescência. Porém, ficou adormecido por um bom tempo. Murilo chegou a cursar Administração e, só depois de formado, investiu nas artes cênicas. “Senti o ‘chamado’. Mudei completamente de ramo e fui estudar Teatro”, lembra. Hoje, não tem dúvidas de que fez a escolha certa. “Quanto mais estudava, mais me interessava pela arte e me sentia pertencente a este meio. É assim até hoje e torço para perdurar toda vida”, diz.

 

Felpuda


Comentários maldosos nos meios políticos dão conta que duas figurinhas que se rebelaram contra os próprios colegas poderão ficar no sereno político e, de forma indireta, serem personagens das próprias manifestações.

Um deles defendeu a redução do número de vereadores, e o outro disse ter vergonha de exercer o cargo. Agora enfrentam altos e baixos na campanha eleitoral.