Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORINTHIANS

Meia diz não se preocupar com eficácia em Itaquera

Renato Augusto viveu mais um fracasso corintiano na zona leste
28/08/2015 16:27 - GAZETA ESPORTIVA


 

O ótimo aproveitamento do Corinthians em sua nova casa não se aplica aos jogos eliminatórios. A equipe decidiu quatro mata-matas em Itaquera e só triunfou no primeiro – contra a Ponte Preta, com a ajuda da arbitragem – o que gerou piadas dos rivais. Renato Augusto diz não esquentar a cabeça.

“Não vejo tanta preocupação quanto a isso. Se você pegar a estatística nossa na arena, vai ver que é excelente”, afirmou o meia, depois de pedir desculpa à torcida pelo fracasso diante do Santos na Copa do Brasil. Para ele, a Fiel “deu um show” na terceira vez seguida em deixou seu estádio cabisbaixa.

Renato apresentou sua própria estatística, negando as três eliminações seguidas na zona leste de São Paulo. Para ele, mesmo tendo perdido para o Guaraní em casa nas oitavas de final da Copa Libertadores e sido derrotado pelo Santos na ZL, o Corinthians não caiu como mandante porque já havia perdido o jogo de ida como visitante.

“O time não foi eliminado três vezes na arena. Contra o Santos, foi eliminado em um primeiro tempo muito ruim na Vila. Contra o Guaraní, foi eliminado em um jogo horrível no Paraguai. Não vejo três eliminações. Vejo uma eliminação. Nos pênaltis”, disse o camisa 8.

A derrota à que ele se refere foi nas semifinais do Campeonato Paulista, em partida única contra o arquirrival Palmeiras. Como fez diante do Santos, Tite resolveu priorizar outra competição e usou reservas. Após empate por 2 a 2, a formação verde triunfou nos tiros da marca penal.

A boa notícia para os alvinegros é que não há mais mata-mata neste ano. A competição à qual o treinador deu prioridade é o Campeonato Brasileiro, disputado no sistema de pontos corridos. Ao fim de 20 rodadas, o Corinthians lidera a tábua de classificação, com quatro pontos de vantagem sobre o segundo colocado Atlético-MG.

Felpuda


Depois de se “leiloar” durante meses, e afirmando que estava até escolhendo o município para se candidatar a prefeito, ex-cabeça coroada não só não recebeu acenos amistosos, como também não encontrou portas abertas com tapete vermelho a esperá-lo. 

Assim, deverá pendurar as chuteiras e fazer como cardume em seu pesqueiro: nada, nada...