Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TÊNIS

Rafael Nadal é eliminado por Nishikori em Montreal

Japonês Kei Nishikori venceu por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/4
15/08/2015 17:21 - GAZETA ESPORTIVA


 

Ex-líder do ranking mundial, o espanhol Rafael Nadal foi eliminado nas quartas de final do Masters 1000 de Montreal. Na madrugada deste sábado, ele acabou derrotado pelo ascendente japonês Kei Nishikori por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/4, em 1h24min de partida.

Nadal vive temporada de dificuldades no circuito profissional de tênis e caiu para a nona colocação do ranking mundial, sua pior posição em dez anos. Ele não jogava desde Wimbledon, em que foi eliminado ainda na segunda rodada pelo alemão Dustin Brown, então 102º do mundo.

Nishikori, por outro lado, vem se confirmando como um dos principais atletas do circuito e utilizou sua confiança para derrotar Nadal. O atleta asiático conseguiu aproveitar as quatro chances que teve para vencer o serviço do espanhol e garantiu vaga na semifinal.

“Nadal não estava encaixando tantos primeiros serviço, então sabia que precisava ser mais agressivo no segundo saque. Tudo estava funcionando bem, então fico muito feliz com essa vitória de hoje”, disse o japonês.

O próximo adversário de Nishikori em Montreal será o britânico Andy Murray, que nesta madrugada confirmou seu favoritismo sobre o francês Jo-Wilfried Tsonga por 2 a 0, com parciais de 6/4 e 6/4. Além da vaga na semifinal, a vitória garantiu ao britânico uma vaga no ATP Finals, torneio com os oito melhores jogadores da temporada.

 

Felpuda


Sem conseguir controlar a verborragia, figurinha estreante no mundo político-partidário, e que se acha “o último biscoito do pacote”, acabou batendo de frente com titãs da política. Primeiro perdeu os anéis e, agora, os dedos correm sérios riscos. Anda “ameaçando” deixar o lugar onde se encontra, só que por lá vem ouvindo frases como “se é por falta de adeus...”, “os incomodados que se mudem” e “não fará nenhuma falta”.

Como se vê...