Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

ELEIÇÕES 2020

Marcos Trad é reeleito prefeito de Campo Grande no primeiro turno das eleições

Com 100% das urnas apuradas, atual prefeito teve 52,58% dos votos válidos
15/11/2020 21:18 - Brenda Machado, Glaucea Vaccari


Atual prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD) foi reeleito prefeito de Campo Grande, com 52,58% dos votos válidos. 

Ele liderou todas as pesquisas divulgadas ao longo do período eleitoral, que já apontavam a vitória no primeiro turno.

Todas as urnas foram apuradas às 21h14 e ao todo 218.418 mil eleitores votaram em Marcos Trad, conforme dados do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Com candidatura indeferida pelo TRE, o promotor de Justiça licenciado Sérgio Harfouche (Avante) foi o segundo mais votado, com 48.094 votos, o que correspode a 11,58%. No entanto, os votos constam como anulados sob júdice.

Na sequência, foram mais votados Pedro Kemp (PT) com 8,32% , Vinicius Siqueira (PSL) com 8,20%, Delegada Sidnéia Tobias (Pode) com 4,60%, Márcio Fernandes (DEM) com 3,01%, Esacheu Nascimento (PP) com 2,45%, João Henrique (PL) com 2,44%, Marcelo Miglioli (Solidariedade) com 1,90%, Dagoberto (PDT) com 1,57%, Guto Scarpanti (Novo) com 1,16%, Cris Duarte (PSOL) com 1,11%, Marcelo Bluma (PV) com 0,64% e Paulo Matos (PSC) com 0,45%.

O total de campo-grandenses que votaram nulo somou 5,40% do total e os brancos somaram 3,99%.

Clique aqui e confira todos os números da apuração de hoje. 

BIOGRAFIA

Filho do deputado federal Nelson Trad e da professora Therezinha Mandetta Trad, Marcos Trad é casado, pai de quatro filhas (Andressa, Aline, Mariana e Alice) e nasceu em 28 de agosto de 1964. 

Formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, tornou-se advogado há mais de 20 anos. Já foi conselheiro estadual da OAB/MS e presidente da comissão de ética e disciplina da OAB/MS.

Em 2004, Trad se candidatou ao cargo de vereador pela Capital. Foi eleito com 11.045 votos, se tornando o mais votado para a Câmara Municipal daquele ano. 

Em 2006, mais uma vez se candidatou e foi eleito deputado estadual. Com 35.777 votos, tornou-se o quinto mais votado do Mato Grosso do Sul e o mais votado da Capital.

Em 2010, foi mais uma vez eleito para a Assembleia Legislativa. Foram 56.287 votos.  Em 2014, reeleito alcançou os 47.015 votos.

Em 2016, venceu a adversária Rose Modesto (PSDB) no segundo turno, com preferência da maioria dos eleitores campo-grandenses, e foi eleito prefeito de Campo Grande.

 
 

Felpuda


Esforços vêm sendo feitos por certos candidatos derrotados na tentativa de conseguir emplacar em cargos públicos comissionados alguns ex-integrantes das equipes de trabalho da campanha eleitoral.

A preocupação não seria, na realidade, com situação de dificuldades que essas pessoas enfrentariam a partir de agora, mas, sim, para livrarem-se de pagar pendências trabalhistas referentes ao período da disputa. Tem cada uma!