Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NOVA LINHA

Lançamento do Honda Civic Si 2020

O cupê esportivo chega ao Brasil com discretas mudanças visuais e novos equipamentos
10/07/2020 09:08 - Luiz Humberto Monteiro Pereira/AutoMotrix


 

 Enquanto o mercado automotivo brasileiro ensaia uma reação após o profundo baque causado pela pandemia da Covid-19, novos modelos continuam a chegar às concessionárias – que em muitas cidades ainda têm limitações no funcionamento. Agora, é a Honda que traz a linha 2020 do Civic Si, apresentada no Estados Unidos em agosto do ano passado. Em relação à nova geração, que desembarcou no Brasil em março de 2018, o cupê esportivo exibe poucas mudanças no design externo e interno, alguns aprimoramentos mecânicos e novos equipamentos de conforto e conveniência. Segundo a Honda, o novo Si (sigla para Sport Injected) preserva os diferenciais que o tornaram um “objeto do desejo” para os amantes dos esportivos, como o design de cupê e o comportamento dinâmico e a performance superiores, aliados à sensação de controle proporcionada pela transmissão manual de 6 velocidades. O modelo será comercializado no Brasil em versão única, cupê de duas portas, com três opções de cores – Platinum White, Crystal Black e Rallye Red. Tem três anos de garantia, sem limite de quilometragem e o preço sugerido é de R$ 179.900. Exatos R$ 77.700 a mais que os R$ 102.200 cobrados pelo Civic de quatro portas na versão básica LX ou R$ 39 mil acima dos R$ 140.800 da configuração Touring, a “top” do sedã.

O Si 2020 continua a chegar ao mercado brasileiro importado da América do Norte – o motor é feito nos Estados Unidos e o carro, no Canadá. Tem dimensões muito próximas às do Civic sedã fabricado no Brasil – o cupê é 12 centímetros mais curto e um centímetro mais baixo que a versão EXL, com a mesma largura e distância de entre-eixos do modelo intermediário de quatro portas. Na linha 2020, o cupê da Honda traz pequenas novidades no design, buscando reforçar o caráter esportivo. A dianteira continua bem agressiva com sua ampla grade preta, largas tomadas de ar no para-choque e faróis full-led. Os de neblina – que agora também são em leds – receberam novo desenho com acabamento em preto brilhante e uma barra transversal acompanhando a cor da carroceria. As rodas de liga leve de 18 polegadas são exclusivas da versão e tem acabamento em preto fosco. Na traseira, o Si mantém a assinatura de design do modelo, com o elevado aerofólio e barra de leds horizontal em toda a extensão da traseira. O escapamento central tem formato poligonal e acabamento cromado. O teto solar reforça o estilo diferenciado.  

 
 

O motor 1.5 turbo que equipa o Civic Si permanece o mesmo apresentado com a atual geração do cupê, em 2018. É adotado – com diferentes configurações de potência e torque – nas versões Touring do sedã Civic e dos utilitários esportivos HR-V e do CR-V. Traz injeção direta, duplo comando de válvulas variáveis no cabeçote (Dual VTC) e quatro cilindros. Com intercooler frontal e turbo de maiores dimensões, bem como outros aprimoramentos mecânicos, entrega potência máxima de 208 cavalos a 5.700 rpm e o torque de 26,5 kgfm aparece a 2.100 rpm e é mantido em 70% da faixa de rotação do propulsor. A transmissão manual de 6 velocidades, na linha 2020, recebeu uma relação de marchas 6% mais curta. O que, de acordo com a Honda, proporciona uma sensação de aceleração ainda mais aprimorada, com engates curtos e precisos.

Um dos diferenciais do Civic Si sempre foi seu comportamento dinâmico, especialmente em pilotagem esportiva. Para continuar a se destacar nesse aspecto, o cupê traz componentes de chassi e de direção aprimorados, como a assistência elétrica adaptativa de duplo pinhão com relação variável, a suspensão com acerto esportivo, os amortecedores adaptativos e o diferencial com deslizamento limitado. Os freios são de 12,3 polegadas na dianteira com largos pneus 235/40 R18. Em complemento aos amortecedores adaptativos, a suspensão tem molas mais firmes, barras estabilizadoras mais rígidas – 30% a mais na dianteira e 60% a mais na traseira –, buchas sólidas na dianteira e traseira, além de braços de controle ultra rígidos atrás, oriundos do Civic Type R. Com isso, segundo a fabricante, o modelo oferece uma experiência de condução mais conectada, na qual o motorista pode perceber o “feedback” do piso, permitindo explorar os limites do Si com o máximo de segurança e confiança.

 
 

O Civic Si oferece dois modos de condução. Por meio da tecla Sport, localizada no console central, o motorista seleciona entre dois ajustes de rodagem, que alteram parâmetros de suspensão, acelerador e assistência de direção. No modo conforto, os amortecedores operam de forma mais suave, a assistência da direção é aprimorada e o acelerador opera de forma menos direta, para oferecer uma condução mais suave. Com a tecla Sport acionada, os amortecedores trabalham com mais carga, enquanto a resposta do acelerador fica mais direta e a direção, por sua vez, tem a sua assistência reduzida para tornar a conexão com o motorista mais intensa. Na linha 2020, o modelo ganha ainda com o Active Sound Control, uma tecnologia que usa o sistema de áudio para amplificar o som do motor durante uma condução mais agressiva para entregar uma experiência ainda mais imersiva.

Dentro das boas tradições da Honda, a segurança é bastante valorizada no Civic Si. De acordo com a marca japonesa, o modelo oferece visibilidade ampla, direção precisa e alta performance dos freios. O sistema ABS, com distribuição eletrônica de frenagem, o VSA (controle de tração e estabilidade), o HSA (assistente de partida em aclives) e o exclusivo AHA – Agile Handling Assist, que aprimora a estabilidade dinâmica em curvas – buscam oferecer dirigibilidade máxima em diferentes situações. O modelo conta ainda com seis airbags, câmera de ré multivisão e é equipado com o sistema Honda LaneWatch, composto de uma câmera instalada no retrovisor direito. Quando a seta é acionada, ele amplia o ângulo de visão do motorista, eliminando pontos cegos e projetando essa imagem aumentada no sistema multimídia.

Dentro da novidade

No interior, o painel do Civic Si ganhou novos elementos em vermelho, mesma tonalidade adotada nas novas faixas centrais dos bancos esportivos, em formato de concha, com logotipos da versão bordados no encosto. A estética é replicada nas costuras vermelhas dos bancos, laterais de portas, bem como no volante, na manopla e coifa do câmbio. Outros elementos que valorizam o interior do Civic Si são o quadro de instrumentos digital em TFT com iluminação vermelha, os pedais esportivos em alumínio e o acabamento do painel em Dry Metal Carbon.

Para a linha 2020, o Civic Si agrega novos equipamentos de conforto e comodidade, como o sensor de chuva, que providencia o acionamento automático dos limpadores, e o sistema de recarga de celulares sem fio, por indução, posicionado no console central. Eles complementam a ampla lista de itens de série do cupê, que inclui freio de estacionamento eletrônico, travamento das portas por distância e ar-condicionado digital de duas zonas. Em termos de conectividade, o Si traz um sistema multimídia de 7 polegadas, sensível ao toque, integrado ao Apple CarPlay e ao Android Auto, com uma conexão fácil de smartphones ao automóvel. O sistema de áudio premium de 450 watts com dez alto-falantes deve agradar aos ouvidos mais apurados.

 

Ficha Técnica

Honda Civic Si

Motor: 1.5 L DOHC, gasolina, 1.498 cm³, transversal, quatro cilindros, quatro válvulas por cilindro, turbocompressor, duplo comando de válvulas variáveis no cabeçote e injeção direta de combustível. Tração dianteira.

Diâmetro e curso: 73 mm x 89,5 mm

Taxa de compressão: 10,3 :1

Potência: 208 cavalos a 5.700 rpm

Torque: 26,5 kgfm de 2.100 a 5 mil rpm

Câmbio: manual de 6 marchas

Suspensão: dianteira independente tipo MacPherson com amortecedores adaptativos e traseira independente do tipo multibraços com amortecedores adaptativos

Direção: elétrica com pinhão duplo e relação variável

Freios: dianteiros com disco ventilado e traseiros com disco sólido

Dimensões: 4,52 metros de comprimento, 1,80 metro de largura, 1,42 metro de altura e 2,70 metros de entre-eixos

Porta-malas: 334 litros

Tanque de combustível: 46,9 litros  

Peso: 1321 kg

Preço: R$ 179.900

 

Felpuda


Pré-candidato a prefeito de Campo Grande divulgou vídeo em que político conhecido Brasil afora anuncia apoio às suas pretensões. O problema é que o tal líder já andou sendo denunciado por mal feitos em sua trajetória, sem contar que o pai do dito-cujo teve de renunciar ao cargo de ministro por ter ligações nebulosas com empresa de agrotóxico. Depois do advento da internet, essa coisa de o povo ter memória curta hoje não passa de coisa “da era pré-histórica”.