Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

Aos 43 anos, enfermeiro da linha de frente é mais uma vítima da Covid-19

Nas redes sociais, ele deixou recado para população ficar em casa e proteger quem ama
06/08/2020 11:56 - Glaucea Vaccari


Enfermeiro Valdinei Pereira Souza, 43 anos, morreu hoje vítima da Covid-19, em Campo Grande. Ele atuava no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul.

Valdinei era enfermeiro do Pronto Atendimento Médico (PAM), desde 8 de julho de 2016, quando começou a trabalhar no hospital.

No dia 26 de julho, ele apresentou sintomas gripais e foi atendido no ambulatório dos servidores com síndrome respiratória.

Desde o dia do início dos sintomas, ele foi afastado das atividades. O enfermeiro estava internado no Hospital da Cassems em estado grave. 

Valdinei deixa a esposa, que também trabalha no Hospital Regional, e duas filhas.  

Na foto de perfil do enfermeiro no Facebook, está estampada a frase: "Não faça o vírus circular. Proteja quem você ama. #FiqueEmCasa".

Pesar

Em live realizada hoje, o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, lamentou a morte do profissional.

“Gostaríamos de manifestar nossos profundos sentimentos e dizer que essa doença tem de fato ceifado muitas vidas de profissionais de saúde. “Que o exemplo dele, que doou sua própria vida no enfrentamento, sirva também para que a população nos ajude nesse enfrentamento, fique em casa, use máscara”, disse Geraldo.

Em nota, o Hospital Regional também manifestou pesar.

"Transmitimos nossos sentimentos de solidariedade e compaixão aos familiares, amigos e colegas. Estendemos os votos de pesar para cada uma das vítimas, assim como nosso colega de trabalho, que tiveram seus sonhos interrompidos pela Covid-19".

Nas redes sociais, familiares, colegas de trabalho e conhecidos deixaram mensagens de pesar e carinho ao enfermeiro. A maioria afirma que irá se lembrar com carinho do jeito brincalhão de Valdinei.

“É com dor na alma agradeço a todos que me ajudaram nessa batalha. Mas infelizmente o meu menino, o meu melhor amigo um excelente profissional e um filho maravilhoso um excelente pai de família. Eu confirmo muita dor o falecimento. Ficará só a dor e a saudade”, disse a mãe, Zilda Pereira.

 
 

Felpuda


Os bastidores fervem com a ciumeira que vem acontecendo em alguns municípios, onde determinados candidatos estariam sendo mais prestigiados que outros depois das alianças que foram formalizadas nas convenções. As queixas só aumentam, e as lideranças partidárias já não sabem o que fazer, temendo a possibilidade de que a vitória vá para o ralo. A bronca maior está entre integrantes das chapas puras de vereadores que se coligaram na majoritária. E salve-se quem puder!