Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

Bolsonaro entrega exames com resultado negativo; Veja laudos

Testes de coronavírus não estavam no nome do presidente, que usou codinomes
13/05/2020 15:06 - Da Redação


Exames entregues ao Supremo Tribunal Federal (STF) indicam que o presidente Jair Bolsonaro não foi infectado pelo novo coronavírus. Testes foram divulgados nesta quarta-feira (13), após decisão da Justiça Federal de São Paulo e do Tribunal Regional da 3ª Região. (Confira abaixo os resultados).

Presidente realizou três testes, sendo dois no laboratório Sabin e um na Fiocruz. Nos laudos apresentados, não consta o nome do presidente, mas codinomes Airton Guedes e Rafael Augusto. No entanto, documentos, como RG e CPF informados são de Bolsonaro.

Em entrevista dada em abril, presidente já havia falado que não costuma usar seu nome verdadeiro ao realizar exames. ".Alguém pode fazer alguma coisa esquisita. Em todo exame que eu faço tem um código”, afirmou.

Primeiro teste foi feito por Bolsonaro em março, quando retornou de viagem oficial aos Estados Unidos e, pelo menos 23 pessoas que faziam parte da comitiva testaram positivo para o coronavírus, incluindo o senador de Mato Grosso do Sul, Nelson Trad Filho. Na época, emissora de TV americana chegou a afirmar que o presidente tinha sido contamido, confirmação que teria sido feita por Eduardo Bolsonaro, que negou. 

Bolsonaro afirmou que o resultado foi negativo, sem apresentar o exame, e, dias depois, repetiu o teste, afirmando ser protocolo de segurança, novamente afirmando que o resultado foi negativo. Um terceiro exame foi feito e não foi anunciado, mas documento foi entregue ao STF pela Advocacia-Geral da União. Sempre que solicitado, presidente se negou a apresentar os laudos. 

Os exames foram divulgados depois de o Estadão entrar com uma ação no STF, para obrigar que informação fosse divulgada para a sociedade brasileira em nome do interesse público em torno da saúde do presidente. 

A Fiocruz confirmou que recebeu e processou amostras enviadas pelo Palácio do Planalto para diagnóstico molecular do vírus SARS-CoV-2, responsável pela covid-19, mas que  havia identificação apenas por número.

 "A Fiocruz, enquanto referência para diagnóstico molecular de SARS-CoV-2, confirma que recebeu e processou amostras enviadas pelo Palácio do Planalto, de acordo com o método de RT-PCR em Tempo Real. O material enviado não tinha identificação. Não constava, portanto, o nome do presidente", disse, em nota.

 
 

Felpuda


Pré-candidatos que em outras eras cumpriram mandato e hoje sonham em voltar a ter uma cadeira para chamar de sua estão se esmerando em apresentar suas folhas de trabalho. O esforço é grande para mostrar os serviços prestados, mas estão se esquecendo que a cidade cresceu, os problemas aumentaram e aquilo que já foi tido como grande benefício hoje não passa da mais simples obrigação diante do progresso e das novas exigências legais. Assim sendo...