Clique aqui e veja as últimas notícias!

COVID-19

Coronavac deve ser a primeira vacina a chegar a Mato Grosso do Sul, acredita secretário

MS prepara "operação de guerra" para vacinar contra Covid-19; governo promete tempo recorde
16/12/2020 16:15 - Thais Libni


Em reunião na manhã desta quarta-feira (16), o governo de Mato Grosso do Sul, por meio do secretário de Saúde, Geraldo Resende, prometeu uma "operação de guerra" para distribuir a vacina contra a Covid-19 - seja qual origem for - em tempo recorde. 

Conforme a secretaria, a intenção é levar com rapidez e segurança os imunizantes da Covid-19 a todos os 79 municípios de Mato Grosso do Sul . 

Resende acredita, que a primeira vacina a chegar ao Estado será a Coronavac, desenvolvida em parceria com a Sinovac, laboratório da China, e o Instituto Butantan, do governo de São Paulo. 

O anúncio de Resende ocorreu horas depois de o Ministério da Saúde ter apresentado o Plano Nacional de Imunização, sem, porém, fixar datas. 

Últimas Notícias 

A operação que contará com apoio do Corpo de Bombeiros, viaturas policiais e da saúde, aeronaves e infraestruturas da saúde do Estado, está sendo desenvolvida por uma equipe que estuda todos os possíveis cenários para a vacinação explicou o secretário de Saúde do estado, Geraldo Resende.  

Segundo Resende, uma logística está sendo desenvolvida para este cenário de guerra que estamos enfrentando. 

“Temos 300 mil seringas em estoque, e estamos em processo de licitação para compra de mais 5 milhões, para não estarmos despreparados quando o imunizante chegar”, pontuou o secretário.

Conforme o secretário, Mato Grosso do Sul contabiliza 597 salas de vacinação, capazes de acondicionar vacinas, soros e imunoglobulinas a temperaturas de 2º a 8ºC. 

Veja os grupos prioritários

- Idosos 

- Indígenas

- Profissionais da Saúde

- Pessoas com comorbidades

 

Experiência

A diretora-geral de Vigilância em Saúde, Larissa Castilho, esclarece que o Estado possui experiência em campanhas de imunização. 

“Temos um quantitativo satisfatório de profissionais capacitados para aplicação de imunobiologicos no Estado e municípios, no caso enfermeiros e técnicos de enfermagem estes responsáveis e tecnicamente e legalmente”, ressaltou.

De acordo com coordenadora da Vigilância Epidemiológica, da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Gislaine Coelho Brandão, o objetivo é que ação de vacinação aconteça no mesmo dia em todas as cidades do MS, assim que as unidades da vacina chegar. 

Geraldo Resende explica, “vamos vacinar a população em tempo recorde. Estamos nos preparando para que assim que recebermos as primeiras doses já iniciarmos a imunização contra o COVID-19”.

 Ainda conforme o Resende, existe uma grande chance de o Estado receber a vacina CoronaVac, imunizante do laboratório chinês Sinovac, sendo produzido no Brasil pelo Instituto Butantan. 

“Tudo indica que a primeira vacina que receberemos será CoronaVac, que se mostrou eficaz contra a doença”, destacou o secretário. 

Por fim o secretário ressalta que só vamos vencer a pandemia, se a sociedade se for consciente, evitando aglomerações, respeitando distanciamento e o uso de máscaras.

Assine o Correio do Estado