Clique aqui e veja as últimas notícias!

CLIMA DE DESERTO

Vinte e nove municípios do Estado, incluindo a Capital, receberam alerta para risco de morte por causa do calorão

Temperaturas têm registrado recordes em todo Mato Grosso do Sul, cuidados com a saúde devem ser priorizados
06/10/2020 13:03 - Gabrielle Tavares


Com umidade relativa do ar na casa dos 10% e temperaturas até 5 °C acima da média, Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu seis alertas de perigo para Mato Grosso do Sul nesta terça-feira (6).

As temperaturas nunca registradas no Estado serão mais perigosas no Centro, Norte e Leste de Mato Grosso do Sul. Nos municípios destas regiões, há risco de morte por hipertermia - quando a temperatura do corpo humano aumenta até o organismo entrar em colapso.

O problema ocorre por causa das ondas de calor extremas e prolongadas. Como a variação de temperatura ao longo do dia é muito pequena, o corpo humano não consegue regular a própria temperatura, provocando o superaquecimento.

Contudo, os mais suscetíveis à condição são idosos e crianças.

Moradores de Água Clara, Alcinópolis, Aparecida Do Taboado, Aquidauana, Bandeirantes, Brasilândia, Camapuã, Campo Grande, Cassilândia, Chapadão do Sul, Corguinho, Costa Rica, Coxim, Figueirão e Inocência.

O alerta também se estende para Jaraguari, Paranaíba, Paraíso das Águas, Pedro Gomes, Ribas do Rio Pardo, Rio Negro, Rio Verde de Mato Grosso, Rochedo, Santa Rita do Pardo, Selvíria, Sonora, São Gabriel do Oeste, Terenos e Três Lagoas.

Ao sinal de qualquer situação adversa o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil devem ser acionados gratuitamente. Os telefones de contato são, 193 e 199, respectivamente.