Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TÁ CHEGANDO A HORA

Mais de 70 mil candidatos devem fazer Enem em novembro

Estudantes terão até cinco horas e meia para responder 180 questões
23/10/2019 17:44 - ADRIEL MATTOS


O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), prova que serve como critério de admissão em universidades públicas do Brasil, será aplicado nos dias 3 e 10 de novembro. Em Mato Grosso do Sul, 70.396 pessoas se inscreveram para fazer o exame, e em todo o país, 5.095.308 participantes tiveram as inscrições confirmadas.

Devido ao fuso horário, o candidato deve ficar atento aos horários. Os portões dos locais de prova serão abertos às 11h e fechado ao meio-dia. É importante lembrar que neste ano não há horário de verão. 

No primeiro domingo, os estudantes terão cinco horas e meia para a realização da prova, que será de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias e Redação. No segundo domingo, são cinco horas para responder às questões de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e de Matemática, totalizando 180 perguntas. O acesso à sala só será permitido com a apresentação de documento oficial de identificação com foto.

O  Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) recomenda ainda que o candidato imprima e leve o Cartão de Confirmação da Inscrição nos dois dias de provas. Só farão a prova aqueles que levaram caneta esferográfica de tinta preta, feita de material transparente. E ao entregar o telefone celular para ser lacrado em um pacote pelo fiscal, o aparelho deve ser desligado. Caso o celular emita algum som durante o exame, o participante será eliminado. Os resultados devem divulgados em janeiro de 2020.

Felpuda


Alguns pré-candidatos que estão de olho em uma cadeira de vereador vêm apostando apenas nas redes sociais, esperançosos na conquistados votos suficientes para se elegerem. A maioria pede apoio financeiro para continuar mantendo suas respectivas páginas, frisando que não aceita dinheiro público ou de político, fazendo com que alguns se lembrem daquela famosa marchinha de carnaval: “Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí...”. Como diria vovó: “Essa gente perdeu o rumo e o prumo”.