Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

PANDEMIA

Mato Grosso do Sul volta a ter curva ascendente da Covid-19 na semana

No comparativo, número de infectados aumentou nas duas últimas semanas
30/10/2020 12:03 - Glaucea Vaccari


Mato Grosso do Sul registrou 555 novos casos e sete mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas e semana deve encerrar com aumento na curva pela seguda vez consecutiva, após registrar quedas.

De acordo com a secretária adjunta de Saúde, Christine Maymone, no comparativo com as semanas anteriores, constatação é que a doença está em alta.

“Na semana 42 tivemos 2.434 casos e na 43 aumentamos para 2.598. Se tivermos a mesma performance de hoje amanhã, vamos fechar a semana 44 com número de casos novos a mais. Estamos realmente em curva ascendente da doença”, explicou.

Com os 555 novos casos, média móvel aumentou para 411,1 confirmações por dia.

Outro dado preocupante é a alta na taxa de contágio, que vinha registrando decréscimos nas últimas semanas, e subiu de 0,91% para 0,92%,

“As pessoas estão circulando mais e o vírus está circulando mais ainda do que as pessoas”, disse Christine, reforçando a recomendação do distanciamento social.

Dentre as mortes, foram duas em Campo Grande e uma em Corumbá, Jardim, Rio Verde de Mato Grosso e Jardim.

Vítimas tinham idades entre 49 e 85 anos, todos com algum fator de risco ou comorbidade associada, principalmente hipertensão e diabetes.  

Um indicador que apresentou queda foi o de internações, com 279 pessoas internadas em hospitais do Estado, sendo 150 em clínicos e 131 de UTI.

“É uma boa notícia, mas é uma instabilidade, tem dias que temos mais casos, tem dias que temos menos casos, dias que temos mais óbitos, dias que temos menos”, ressaltou Christine.

Desde o início da pandemia, são 81.998 casos confirmados, sendo 3.912 ativos e 76.498 recuperados, e 1.588 mortes pela doença.

 
 

Felpuda


Outrora bons de votos – faziam adversários temerem o confronto nas urnas –, agora, por mais que tentem, alguns políticos não conseguem, nem de longe, alcançar patamar de outros tempos e voltar ao que eram. 

O pior é que, a cada disputa, a preferência popular só vem diminuindo. Neste ano, a eleição municipal demonstrou que muitos já estão com prazo de validade vencido e rótulo gasto.

E faz tempo, hein?!