Cidades
PANDEMIA

Ministério volta atrás e MS não sabe quantas doses virão em 5ª remessa

Governo federal havia informado que Estado receberia mais de 93 mil doses, mas em questão de horas mudou informação

Daiany Albuquerque, Thais Libni

18/02/2021 20:10

Mato Grosso do Sul ainda não sabe quantas doses de vacinas contra Covid-19 deve receber do Ministério da Saúde no quinto lote. Isso porque no início da noite de hoje o governo federal informou que não seriam mais enviadas as 93 mil doses prometidas mais cedo.  

Segundo o titular da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Geraldo Resende, o Ministério da Saúde havia informado no final da tarde que Mato Grosso do Sul receberia entre os dias 23 a 28 de fevereiro mais 93.044 doses das vacinas pelo Plano Nacional de Imunização (PNI). 

A remessa seria composta por pelas duas vacinas ofertadas pelo Ministério da Saúde, com 91.196 doses da Coronavac - fabricada pelo do Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac - e 1.848 doses da vacina produzida pela Astrazeneca em parceria com a Universidade de Oxford.  

Entretanto, horas depois a pasta voltou atrás e disse que o valor encaminhado deverá ser menor que o anunciado. 

“Houve um problema e o Instituto Butantan não conseguirá mandar mais 9 milhões de doses para todo o País e sim 2 milhões. Então o Ministério da Saúde ainda vai fazer a redistribuição para cada estado. Não sabemos quanto vem agora”, disse Resende.

No mesmo comunicado da tarde, o Ministério da Saúde havia informados que, após o envio das mais de 93 mil doses ainda este mês, a previsão era de que uma sexta remessa, de 414.744 doses, chegaria em Mato Grosso do Sul até 31 de março, com 215.092 imunizantes Coronavac e 199.617 da AstraZeneca.  

Sobre essa situação o secretário de Saúde do Estado não sabe informar quais partes devem ser cumpridos pelo governo federal.

Segundo Resende, enquanto as doses não chegam, a secretaria está cobrando os municípios para que agilizem o processo de vacinação da população, principalmente das cidades que contam com aldeias indígenas. 

Vacinação

Ao todo, Mato Grosso do Sul já recebeu 222.960 doses dos imunizantes Coronavac e Astrazeneca.

A primeira remessa foi entregue a Mato Grosso do Sul no dia 18 de janeiro, com 158.760 doses da Coronavac. Destas, 23.932 foram destinadas apenas para Campo Grande.

A segunda remessa foi no dia 24 do mesmo mês, quando 22 mil doses da vacina de Oxford chegaram ao Estado, 9.340 apenas para a Capital. A terceira remessa, com 10.200 doses da Coronavac, chegou no dia seguinte. Do total, Campo Grande recebeu 3.600 doses do imunizante chinês.

A quarta chegou no dia 7 de fevereiro, foram 32 mil doses e foram encaminhadas aos municípios, além da primeira dose, para a segunda aplicação nas pessoas com mais de 80 anos que receberam a vacina Coronavac.