Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PELO BEM DE TODOS

Moradores de rua serão levados para escolas e centros para acolhimento

Prefeitura fará acolhimento da população de rua, migrantes e estrangeiros durante pandemia
25/03/2020 12:46 - Camila Andrade Zanin


 

A Prefeitura de Campo Grande apresentou nesta quarta-feira (25) um plano de ação junto à Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS), com intuito de atender a população de rua, migrantes e estrangeiros no enfrentamento a calamidade de saúde pública decorrente do novo coronavírus (Covid – 19).

Os locais de acolhimento institucional serão divididos em quatro polos. O Centro de Triagem do Migrante e População em Situação de rua (Cetremi), localizada na Rua Jornalista Marcos Fernandes, que vai ser responsável por atender os casos mais graves e pessoas adictas. Já a Escola Municipal Padre Tomaz Ghirardelli, rua Lúcia dos Santos irá atender migrante e imigrante, incluindo homens, mulheres e famílias.

O Centro Dia, na Rua Quintino Bocaiúva terá atendimento exclusivo para idosos. E a Escola Municipal Doutor Plínio Barbosa Martins, na rua São Pio de Pietrelcina,  atenderá à população em situação de rua da cidade. Em cada um desses locais, haverá alimentação, equipe técnica de plantão de 12/36h, educadores sociais e merendeiras. Serão ofertadas 4 refeições por dia. As estruturas das escolas terão quatro banheiros femininos e quatro masculinos disponíveis. No Cetremi tem oito banheiros e no Centro Dia dois banheiros.

O evento aconteceu no bairro Dom Antônio Barbosa na manhã de hoje. O prefeito Marcos Trad estava presente e falou sobre a preocupação da Capital para com as pessoas que vivem em situação de rua, e podem adoecer e transmitir o Covid-19. De acordo com o secretário municipal de Assistência Social, José Mario Antunes da Silva, as abordagens serão realizadas pelas equipes do Serviço Especializado em Abordagem Social (SEAS) de forma contínua e estabelecida.

O plano de ação vai ser monitorado por reuniões com os componentes do Comitê Covid-19. A Prefeitura vai possibilitar acesso à rede de serviços por meio do isolamento social, além de oferecer transporte até os locais de acolhimento e proporcionar alimentação, banho, higienização, entre outras necessidades. Essa foi a forma organizada para garantir que os direitos dessas pessoas não sejam violados.

 

Felpuda


Alguns pré-candidatos que estão de olho em uma cadeira de vereador vêm apostando apenas nas redes sociais, esperançosos na conquistados votos suficientes para se elegerem. A maioria pede apoio financeiro para continuar mantendo suas respectivas páginas, frisando que não aceita dinheiro público ou de político, fazendo com que alguns se lembrem daquela famosa marchinha de carnaval: “Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí...”. Como diria vovó: “Essa gente perdeu o rumo e o prumo”.