Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

OBRAS

Duas licitações para obras no Aquário do Pantanal no valor de R$ 5 milhões são finalizadas

Contratos são para áreas de climatização e estrutura metálica das passarelas de acesso
09/11/2020 11:23 - Gabrielle Tavares


Duas novas licitações para as obras no Aquário do Pantanal foram finalizadas pelo Governo do Estado. Os contratos somam cerca de R$ 5 milhões e foram divulgados no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (9).

A primeira licitação, com valor de R$ 1.724.402,13. é para a conclusão do sistema de climatização que vai controlar a temperatura de todo o Aquário, com exceção dos tanques onde ficarão os peixes.

O processo, que foi iniciada em julho, teve a empresa Clima Teck Climatização como vencedora.

O segundo contrato diz respeito à revisão e finalização dos serviços de estrutura metálica das passarelas do trecho 8, além das passarelas de manutenção e escadas de acessos aos tanques dos peixes.

A empresa contratada foi Montagna Estruturas Metalicas Eireli, por R$ 3.373.798,73.

Agora as empresas vão assinar os contratos com o Governo Estadual e depois ficarão sujeitas a autorização da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) para dar início às obras.

De acordo com a Agesul, as obras do Aquário devem ser concluídas até o fim de 2021.  

Os últimos dois processos licitatórios para a construção devem ser lançados ainda neste ano.

Segundo a Agesul, ainda faltam ser licitados o Sistema de Suporte à Vida, a parte civil, elétrica e a automação.  

Até agora, desde que as obras do aquário foram retomadas, em novembro de 2018, foram gastos cerca de R$ 12,8 milhões dos R$ 40 milhões que eram previstos para que a estrutura fosse finalizada.

Ao todo, porém, a obra, vem sendo executada há 9 anos (seu início foi em 2011) e já consumiu mais de R$ 250 milhões do cofre do governo do Estado, ainda que a previsão inicial fosse de investimento de R$ 84.749.754,23.

 
 

Felpuda


Comentários ouvidos pela “rádio peão”, em ondas curtas, são de que figurinha só ganharia apoio dos colegas caso pessoa agregada fosse “curtir a aposentadoria” de uma vez por todas. Como seu acordo político acabou naufragando nesta campanha, agora dito-cujo estaria querendo recuar e não ceder o lugar. 

Isso até poderia acontecer, se não fosse a sua, digamos, eminência parda. Afe!