Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DECRETO

Prefeito vai liberar restaurantes no fim de semana

Medida visa reduzir de pedidos por delivery, já que 37% dos leitos de UTI são ocupados por traumas
29/07/2020 15:42 - Daiany Albuquerque


O prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD), afirmou nesta quarta-feira (29) que neste fim de semana os restaurantes poderão funcionar normalmente, diferente do que aconteceu nos dois últimos sábados e domingos, quando estava em vigor um lockdown, com apenas atividades essenciais em funcionamento.

De acordo com o gestor, a medida será tomada para reduzir a circulação de deliverys, por conta do aumento dos acidentes de trânsito envolvendo motociclistas. Dados da prefeitura mostram que a cada 100 pessoas internadas em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), 40 são de casos de Covid-19, os outros 60 são ocupados, em sua maioria, por pessoas que sofreram um acidente de trânsito ou vítima de violência (37%), os outros 23% são de pessoas com causas naturais, como problemas cardíacos e pessoas com câncer.

“O coronavírus não dá para a gente reduzir, nós estamos tentando o máximo possível, as causas naturais também não estão ao alcance humano para a gente impedir que uma pessoa não tenha um derrame, não tenha um infarte. Aonde a gente pode tentar reduzir o número de ocupação de leitos? Seria nos traumas e nos atos violentos”, declarou o prefeito.

Ainda segundo o prefeito, hoje estão disponíveis 40 leitos em UTIs na Capital, porém, sem esses casos de acidentes e violência, a cidade teria 104 leitos do setor vazios. “Nesse fim de semana os restaurantes já vão estar autorizados a funcionar, para ver se com o funcionamento desses restaurantes, a gente diminui um pouco o serviço de delivery, porque em vez de pedir em suas casas, pessoas poderão ir aos restaurantes”.

Sobre os novos decretos, o prefeito afirmou que ainda não está nada fechado e disse que vai terminar os estudos técnicos sobre as medidas a serem tomadas a partir de sexta-feira (31), porém, ele afirmou não ser favorável a proibir a venda de bebidas alcoólicas no fim de semana. 

“A lei seca, por si só, não sei se seria um fator determinante. O que a gente está precisando e um pouco de consciência e responsabilidade coletiva. Agora, eu acho que a blitz ajuda, uma blitz educativa”. Conforme Trad, os acidentes de motocicletas aumentaram 58% na Capital e esse seria o foco dessas fiscalizações.

Sobre o horário de funcionamento dos restaurantes, o prefeito falou que deverá ficar estabelecido até as 21h, porém, o horário do toque de recolher deverá ser às 20h, mas já adiantou que há estudos que pedem que a medida seja antecipada.

“O toque de recolher até às 20h, esse nós não vamos mexer. Existem estudos técnicos para a gente trazer o toque de recolher para as 18h, porque as pessoas estariam antecipando o happy hour para curtir até as 20h. Mas não há nada certo ainda, o certo é que a gente precisa ter um movimento para reduzir acidente de trânsito, reduzir a circulação de motocicleta durante a noite, violência doméstica e ferimentos de arma branca e arma de fogos”, declarou o prefeito.

 
 

Felpuda


Candidato a prefeito em cidade do interior tremeu que só nas bases diante da decisão que tirou a corda do pescoço de adversário, liberando o dito-cujo para disputar a eleição.

Como acreditava que o pleito seria “um passeio”, estava até pensando no modelito que usaria no dia da posse.

Agora, teme nadar, nadar e morrer na beira da praia, deixando o terno pendurado no cabide.