Clique aqui e veja as últimas notícias!

OLHAR ARTISTÍCO

Artista visual, Leonardo Mareco cria obras que transitam entre a galeria e as comunidades da cidade

Obras estão expostas na Mostra “Olhar”, que permanece aberta até o dia 4 de novembro em shopping da Capital
16/09/2020 11:00 - Naiane Mesquita


Com apenas 23 anos, o artista visual Leonardo Mareco mostra uma inquietude reservada aos jovens criativos. Mesmo durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) o artista não parou: decidiu produzir tanto dentro de casa como percorrendo as ruas e as comunidades de Campo Grande, em busca de dialogar – respeitando o distanciamento social – com o público.  

“Foi bem difícil, está sendo bem difícil manter minha produção. Eu criei uma rotina de trabalho ainda em casa, no home office, e consegui desenvolver muitos trabalhos, inclusive, essas obras estão em exposição”, explica Mareco.  

Intitulada “Olhar”, a mostra do artista visual está aberta no Shopping Bosque dos Ipês até o dia 4 de novembro e traz justamente as obras que Mareco produziu no decorrer de 2020.  

“Esses trabalhos que estão na exposição foram feitos durante a pandemia, têm alguns mais próximos de experimentações, em que eu mesclo bastante esse trabalho urbano com o institucional. No caso dessa exposição, também utilizei materiais que encontrei durante o meu trabalho na rua, como resto de azulejo”, indica.  

Para Mareco, que começou a se interessar pela arte na rua, voltar de tempos em tempos a esse espaço é obrigatório, mesmo em plena pandemia.

 “Chegou um momento em que eu percebi que deveria colocar alguns trabalhos na rua, claro, tendo o devido cuidado, seguindo as recomendações. Inclusive, eu tenho alguns trabalhos que são interativos e que realmente ajudam nessa questão da pandemia, entre eles, o ‘Ponto de Higiene’", dise.

"Nele, ao lado da obra, eu coloco um kit higienização, feito com água e sabão e instalado pelas ruas para ser utilizado gratuitamente pela comunidade. É uma forma de se comunicar com o público a respeito disso tudo”, acredita.

A ideia surgiu de outro artista de rua, Mundano, de São Paulo. 

“A iniciativa foi minha, mas a inspiração foi no trabalho do Mundano, um artista de São Paulo, e ele quem criou o kit de higienização. Eu mandei uma mensagem para ele perguntando se eu poderia estar espalhando por aqui e ele gostou muito da ideia. Eu coloquei com o kit de higienização dele o meu trabalho”, frisa.  

Os pontos foram implementados no bairro Planalto e na Comunidade Só por Deus.