Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

COMPORTAMENTO

Árvore rosé e guirlanda no teto estão entre as tendências da decoração de Natal

Apesar da pandemia, decoração continua em alta com peças diferentes e bichinhos de pelúcia
03/11/2020 07:30 - Carol Alencar Cozzatti


Nem chegamos em dezembro e as vitrines do Centro da cidade anunciam a chega da fase mais mágica do ano: o Natal. Em um ano como este, em que a pandemia do novo coronavírus trouxe muitos desafios, fez as pessoas refletirem sobre a vida e até mesmo ficarem longe de quem amam, o Natal traz uma renovação necessária.  

Para os decoradores, o Natal talvez traga um pouco de alívio em uma época tão difícil. “Não sabíamos que seria um ano péssimo, mas nos adiantamos porque queríamos mostrar um diferencial aos nossos clientes, que merecem esperança”, afirma a empresária Lara Calepso, 35 anos, que atua diretamente no ramo de decoração em Campo Grande. Ela encomendou o estoque de Natal em fevereiro, antes do começo da pandemia.  

A garantia do estoque perfeito foi certeira para o ano. Segundo a empresária, com o isolamento social, as pessoas estão valorizando mais os espaços da casa, o que é positivo para o setor de decoração. “Como não estão viajando, elas estão curtindo mais as casas, querendo decorar e deixar mais bonito o ambiente que estão, e creio que estão mais empenhadas para a magia do Natal, que é uma data especial, por trazer esperança para o próximo ano”, avalia.

Infinitas opções

Das opções tradicionais às inovadoras, tem de tudo na loja que vende árvores de Natal. Segundo Lara, as árvores tradicionais ainda são o carro-chefe da estação. “Muita gente gosta do tradicional, que investe naquela paleta vermelho/dourado e revive memórias, mas é sempre bom trazer novidades que também acompanham a evolução de toda uma sociedade”, explica.

A novidade do ano está na árvore rosé, que é composta por acessórios delicados e românticos. Segundo Lara, faz os olhos das crianças brilharem: “É uma árvore muito de princesa, as meninas amam porque tem pelúcias e bonecas de pano, que dão um toque mais delicado. Estamos apostando nela”.

O preço da árvore varia de acordo com o perfil do cliente. Há também árvores de todos os tamanhos. Uma árvore média, sem enfeites, sai em torno de R$ 199. Já uma árvore de 2,4 metros e bastante acessórios gira em torno de R$ 2 mil. Segundo a empresária, “o céu é o limite na decoração”, frisa.  

Outras possibilidades

As guirlandas também são um chamariz para a decoração de fim de ano. Com tamanhos infinitos, a decoração é ampla: tem até guirlanda invertida que pode ser colocada como lustre. Segundo o gerente de loja Daniel Hisao, 38 anos, a procura pelas queridinhas que decoram a fachada das casas é grande. “Muita gente investe na guirlanda porque é um recado de que naquela casa haverá Natal, tem toda sua simbologia”, diz.  

Os valores também são amplos. Na loja de Daniel, o cliente pode optar pelas mais em conta, que saem por R$ 70 a R$ 80, ou pelas mais encorpadas, que pode chegar a R$ 1 mil (neste caso, a guirlanda tem 1,2 metro).

Sobre as vendas, ambos estão esperançosos. “A gente está confiante por aqui, porque muitas pessoas não vão viajar neste fim de ano, o que anima de preparar a casa para receber os familiares próximos”, argumenta o gerente, que estima vender 25% a mais que o ano passado.

 

Mesa posta

Ainda de acordo com a empresária, as louças específicas de fim de ano também são um chamariz de vendas. “Muita gente não se vê há muito tempo, então, vão querer investir em uma mesa bonita para receber os familiares próximos. Às vezes nem precisa ser muita coisa, às vezes um sousplat em uma cor natalina e um porta-guardanapos já dão um toque diferente e animam o ambiente”, afirma.

Outros itens, como Papai Noel, luzinhas, toalhas de mesa, copos, xícaras e demais utensílios para decorar a casa, também são esperados pelos campo-grandenses que se animam para deixar o ambiente alinhado ao tema.

Visita ao Papai Noel

Com a pandemia, já era de se esperar que a visita ao bom velhinho fosse diferente. Seguindo uma tendência nacional, o Shopping Bosque dos Ipês fará uma programação especial, em que as crianças terão de interagir com o Papai Noel por uma tela. De acordo com a assessoria de imprensa do shopping, a interação será de forma diferente, no formato digital, com um telão com som. Para suprir a falta do contato físico, o local disponibilizará ainda alguns espaços temáticos para fotos. A chegada do Papai Noel está prevista para o dia 7. 

 
 

Felpuda


Comentários ouvidos pela “rádio peão”, em ondas curtas, são de que figurinha só ganharia apoio dos colegas caso pessoa agregada fosse “curtir a aposentadoria” de uma vez por todas. Como seu acordo político acabou naufragando nesta campanha, agora dito-cujo estaria querendo recuar e não ceder o lugar. 

Isso até poderia acontecer, se não fosse a sua, digamos, eminência parda. Afe!