Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COLUNA SERIAIS

Destaques das séries e conteúdo "on demand"

Confira a programação do dia 8 a 14 de março
07/03/2020 12:00 - Geraldo Bessa/TV Press


Turma completa

(MTV Play, dom, dia 8)

Gary Beadle, Holly Hagan, Aaron Chalmers e Marnie Simpson estão de volta para mais uma temporada de "Geordie Shore", que traz novidade no elenco: Sophie Kasaei se une à realeza. Nos novos episódios, Sophie está em um momento crucial. Enquanto seus companheiros de elenco estão se acalmando - ficando noivos e tendo filhos - a vida dela teve uma reviravolta inesperada. Sentindo-se como se estivesse de volta à estaca zero, após um rompimento repentino com seu parceiro, Jay, Sophie está prestes a completar 30 anos enquanto sofre com o coração partido e tenta construir um negócio sozinha. Do outro lado da casa, depois de viver os altos e baixos de sua gravidez na primeira temporada, Marnie Simpson está finalmente pronta para dar à luz. O primeiro episódio acompanha momentos emocionantes pelos quais ela passa enquanto se prepara para trazer um bebê “Geordie Shore” novinho em folha ao mundo.

 
 

Os mais procurados

(Universal Play, ter, dia 10)

"Spin-off" do sucesso "FBI", a esperada "FBI: Most Wanted" é a novidade do mês de março no Universal Play. Criada por René Balcer, da franquia “Law & Order”, a série estrelada por Julian McMahon, Kellan Lutz, Keisha Castle-Hughes, Nathaniel Arcand e Roxy Sternberg tem a marca do premiado Dick Wolf, que também assina a produção executiva. O drama policial acompanha a Força Tarefa que captura os criminosos mais procurados pelo FBI. Comandados pelo experiente agente Jess LaCroix (Julian McMahon), a equipe altamente qualificada trabalha disfarçada perseguindo e prendendo os criminosos que estão no topo da lista de foragidos da agência.  Considerado o "Agente dos Agentes", LaCroix também é um dedicado pai que precisa lidar com a perda de sua mulher, que morreu na guerra do Afeganistão. No primeiro episódio, "Dopesick", a equipe rastreia um médico que foge após um telefonema gravá-lo dando um tiro fatal em sua esposa.

 
 

Última posse

(Comedy Central Play, qua, dia 11)

O Comedy Central traz para a América Latina a premiada e aclamada série de comédia "Schitt’s Creek". Estrelada por Eugene Levy, Catherine O’Hara, Daniel Levy e Annie Murphy, a série canadense tem seis temporadas produzidas. Criada e estrelada por Eugene Levy, a produção acompanha as mudanças no cotidiano da família Rose que é absurdamente rica e é forçada, após perder boa parte de sua fortuna, a reconstruir a vida no último bem que resta: a cidadezinha de Schitts Creek, que a dupla adquiriu anos antes, apenas pela piada de ter posses suficientes para comprarem uma cidade.  Os Roses se mudam para Schitt's Creek e passam a residir em dois quartos de motel em ruínas. À medida que a família se adapta às suas novas vidas, suas atitudes prósperas entram em conflito com os moradores mais provinciais do local, incluindo o prefeito Roland Schitt.

 
 

Jovens na luta

(HBO Go, qui, dia 12)

"Katy Keene", série derivada de "Riverdale" é uma das estreias de março na HBO Go. Com 13 episódios, a produção narra a vida de quatro personagens da Archie Comics tentando a sorte em Nova York: Katy (Lucie Hale), Josie McCoy (Ashley Murray), Jorge López/Ginger (Jonny Beauchamp) e Pepper Smith (Julia Chan). A série se passa anos depois dos eventos de Riverdale. Na trama, Katy aspira por um espaço para suas criações nas passarelas e faz roupas para qualquer um que pedir, como sua amiga e vizinha Josie, cujo talento como cantora chama a atenção de Alexander Cabot (Lucien Laviscount), CEO de uma gravadora. Jorge trabalha em uma vinícola e sonha em chegar à Broadway como a drag Ginger. Pepper é uma “it girl” que planeja abrir sua versão da famosa Factory de Andy Warhol, mas ninguém sabe exatamente como ela conseguiu o dinheiro para isso. "Katy Keene" tem direção de Maggie Kiley e roteiro de Roberto Aguirre e Michael Grassi, que também são produtores executivos, ao lado de Sarah Schechter e Jon Goldwater.

 
 

Dupla dinâmica

(Globoplay, sex, dia 13)

A sexta temporada de "Castle" já está disponível na Globoplay. Criada por Andrew W. Marlowe, a série é uma comédia dramática criminal sobre o badalado escritor de livros policiais Rick Castle (Nathan Fillion), que se une à detetive de homicídios de Nova Iorque, Kate Beckett (Stana Katic), para solucionar o caso de um assassino que recria cenas de crimes descritos em suas histórias. Enquanto tentam desvendar o caso, os dois realizam que a parceria incomum tem seus benefícios e decidem continuar trabalhando juntos. Combinando a intuição de escritor com o trabalho criativo de detetive, a dupla investiga estranhos homicídios em Nova Iorque. Durante o tempo todo, os dois desenvolvem um relacionamento forte, porém complicado. Com 23 episódios, o elenco de "Castle" conta também com Molly Quinn, Seamus Dever, Jon Huertas, Susan Sullivan e Tamala Jones, entre outros. 

 
 

Segredos mortais

(Netflix, sex, dia 13)

A Netflix promove o retorno de seus assinantes ao universo peculiar de Las Encinas, a escola frequentada pelos mais abastados da sociedade espanhola em "Elite". É lá que os jovens ricos garantem seu futuro já brilhante, enquanto se preparam para herdarem as empresas e fortunas de seus pais. Como mostrado nas duas primeiras temporadas, as coisas nem sempre são o que parecem e, às vezes, as pessoas são levadas a medidas realmente sombrias para garantir que seus maiores segredos não sejam revelados. Os novos episódios mostram a morte de Polo (Álvaro Rico) e o crime tem Lucrecia (Danna Paola) como principal testemunha. Além disso, novos personagens chegam ao local: Malick (Leiti Sene) e Yeray (Sergio Momo) são os novos alunos e prometem agitar e alterar muitas coisas nos corredores da escola.

 

Felpuda


Pré-candidato a prefeito de Campo Grande divulgou vídeo em que político conhecido Brasil afora anuncia apoio às suas pretensões. O problema é que o tal líder já andou sendo denunciado por mal feitos em sua trajetória, sem contar que o pai do dito-cujo teve de renunciar ao cargo de ministro por ter ligações nebulosas com empresa de agrotóxico. Depois do advento da internet, essa coisa de o povo ter memória curta hoje não passa de coisa “da era pré-histórica”.