Clique aqui e veja as últimas notícias!

MAIS CARO

Litro da gasolina vai a R$ 4,75 e pode subir mais R$ 0,07 em Campo Grande

Petrobras reajustou o combustível em 3% e pauta fiscal ficou maior a partir desta quarta-feira (16)
17/12/2020 10:44 - Súzan Benites


O litro da gasolina sofreu dois reajustes ontem em Mato Grosso do Sul. A Petrobras aumentou o preço da gasolina em 3% e do diesel em 4%. Além disso, conforme tabela do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), a base de cálculo para tributar a gasolina comum sofreu acréscimo de 1% e o valor de referência do produto passa de R$ 4,6876 para R$ 4,7328. 

O combustível, que já chega a R$ 4,75 na Capital, deve aumentar até R$ 0,07.

Últimas notícias

Segundo a Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), o efeito nas bombas será de R$ 0,05 na gasolina e de R$ 0,07 no diesel. O diretor do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência de Mato Grosso do Sul (Sinpetro-MS), Edson Lazarotto, disse que o repasse para o consumidor pode ocorrer ou não.

“Como sempre, friso que esse aumento nos preços ocorre das refinarias para as distribuidoras e, finalmente, para os postos, que podem repassar ou não esses porcentuais de acordo com suas condições de mercado e concorrência local”, analisa.  

De acordo com a estatal é o 40º reajuste da gasolina este ano, sendo 21 reduções e 19 aumentos. Ainda segundo a estatal, “o preço médio da gasolina vendida pela Petrobras às distribuidoras passa a ser de R$ 1,75 por litro. No ano, acumula redução de 8,7%”, informou em nota.

O representante do setor frisa que com a mudança na pauta fiscal do Estado tem outro reajuste. “A partir de hoje [ontem] também ocorre mudança de pauta do Imposto Sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços [ICMS], que deve impactar em alta de R$ 0,02 centavos”, informa Lazarotto .

 
 

Preços

Pesquisa da reportagem do Correio do Estado realizada ontem aponta que a versão comum da gasolina varia entre R$ 4,47 e R$ 4,75 – média de R$ 4,54 por litro. Já a gasolina aditivada foi de R$ 4,55 a R$ 4,80.  

De acordo com os dados aferidos há um mês, o preço médio do litro da gasolina comum ficava em R$ 4,50 – variando entre R$ 4,45 e R$ 4,64.  

Levantamento semanal realizado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aponta que a gasolina aumentou R$ 0,06 em um intervalo de duas semanas.  

Conforme a agência, até o dia 28 de novembro, o litro do combustível era comercializado pelo valor médio de R$ 4,50. Enquanto na semana que terminou no dia 12 de dezembro, a média praticada no Estado foi de R$ 4,56 – indo de R$ 4,45 a R$ 4,79.

Outros combustíveis

O diesel sofreu 31 reajustes em 2020, sendo 16 elevações e 15 quedas. De acordo com a estatal, o preço médio do diesel vendido pela Petrobras às distribuidoras passa a ser de R$ 1,95 por litro. No ano, o valor do litro do combustível acumula redução de 16,6%.

Conforme levantamento da reportagem, o diesel S-10 é comercializado, em média, a R$ 3,64 – variando entre R$ 3,57 e R$ 3,69. O diesel comum varia entre R$ 3,57 e R$ 3,66 – média de R$ 3,62 por litro.

No Estado, de acordo com a ANP, o litro do diesel comum custa em média R$ 3,62, variando do mínimo, R$ 3,49, ao máximo, R$ 3,75. O Diesel S-10 é comercializado entre R$ 3,49 e R$ 3,79 – média de R$ 3,64.

Paridade

O etanol acompanhou a gasolina e também ficou mais caro na Capital. Em novembro, conforme pesquisa da reportagem, o litro do etanol era comercializado em Campo Grande entre R$ 3,14 e R$ 3,39 – média de R$ 3,27. Ontem, o biocombustível foi de R$ 3,19 a R$ 3,54, média de R$ 3,28.

Considerando os dados da reportagem, com a gasolina a R$ 4,54 e o etanol a R$ 3,28, a diferença entre os combustíveis chega a 72%, acima do máximo indicado de 70%. O biocombustível tem uma queima maior, e por isso é consumido mais rapidamente. Com um litro de álcool, o motorista percorre uma quilometragem menor, quando comparado a um litro de gasolina. 

Por este motivo, o álcool precisa custar até 70% o valor da gasolina para que a substituição de um por outro compense.  

Dados da Agência, apontam que o preço do etanol vai de R$ 3,17 a R$ 3,59 no Estado, média de R$ 3,30. Com a gasolina a R$ 4,56, a diferença também é de 72% e por este motivo a troca não é indicada.

Diferença

Os preços do diesel e da gasolina vendidos ao consumidor são diferentes do valor cobrado nas refinarias pela Petrobras.Segundo a estatal, até chegar ao consumidor são acrescidos tributos federais e estaduais, custos para aquisição e mistura obrigatória de biocombustíveis, além das margens brutas das distribuidoras e dos próprios postos revendedores.