Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

OBRAS

Início da construção da sede do DOF será autorizada neste sábado por Azambuja

Obra que vai custar R$5 milhões receberá a autorização em evento restrito
11/09/2020 08:00 - Gabrielle Tavares


O início da construção da sede própria do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) será autorizado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) neste sábado (12), às 7h30, em evento restrito.

As obras vão custar R$ 5,1 milhões de recursos do Estado, e serão feitas pela empresa Taurus Empreendimentos, que venceu a licitação em agosto. A partir de amanhã, a construtora terá dois anos para entregar o prédio, em agosto de 2022, prazo previsto em contrato.

A nova sede ficará localizada em um terreno de 17.400 m² na Marginal Guaicurus, conhecida como prolongamento da Rua Coronel Ponciano, em Dourados.

O projeto prevê a construção de auditório, alojamentos, salas de aula, cozinha, refeitório e ambientes administrativos. A unidade policial ainda terá salas de logística, inteligência, investigação e cartórios, entre outras.

“Com a ausência das forças federais na fronteira, o DOF é a única polícia presente em muitas estradas na Linha Internacional, e há muito tempo vem realizando, junto com as outras forças de segurança, as maiores apreensões de drogas do país. Recentemente fez a apreensão recorde de 33,3 toneladas maconha”, declarou Azambuja.

Criado em 1987 com o nome de Grupo de Operações de Fronteira (GOF), o DOF atua em 53 municípios do Estado, com a presença mais efetiva na fronteira com o Paraguai e com a Bolívia, inclusive, em uma extensa área rural.

Somente neste ano, o departamento já apreendeu mais de 100 toneladas de drogas, o que em números, representa um aumento 41% a mais em relação ao mesmo período de 2019.

 
 

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!