Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ELEIÇÕES

Atual prefeito, Marcelo Iunes lidera corrida pela prefeitura de Corumbá

Pré-candidato à reeleição, prefeito tinha 43,27% das intenções de votos em maio e agora tem 40,03%
10/08/2020 08:00 - Yarima Mecchi


Ainda líder na pesquisa de intensão de votos estimulada, o atual prefeito de Corumbá, Marcelo Iunes (PSDB), perdeu pontos porcentuais, conforme sondagem realizada pelo Instituto de Pesquisas de Mato Grosso do Sul (Ipems) entre os dias 5 e 8. 

Ao todo foram entrevistadas 300 pessoas. Comparando com levantamento feito em maio deste ano, o tucano tinha 43,27% das intenções de votos e agora soma 40,03% do eleitorado.

Além de Iunes, o seu principal adversário pela administração da Cidade Branca, Paulo Duarte (MDB), também teve queda comparando os dados de maio: a preferência de 24,75% caiu para 20,34%. 

Com a baixa, o emedebista está empatado tecnicamente com o candidato do PSD, vereador Dr. Gabriel, que teve um aumento de destaque, saindo de 14,68% para 19,78%. A pesquisa tem uma margem de erro de 5,66%.  

Iunes era vice do prefeito eleito Ruiter Cunha (PSDB), que faleceu em novembro de 2017 por conta de cirurgia cardíaca, após ser encaminhado emergencialmente para a Capital por causa de uma dissecção aguda da aorta. 

O então vice-prefeito foi eleito pelo PTB e agora segue com os tucanos. Paulo Duarte comandou a cidade entre 2013 e 2016. Eleito pelo PT, o político tentou a reeleição pelo PDT, mas não obteve sucesso.  

A pesquisa do Ipems, registrada pelo número MS 09212/2020, contou com entrevistas de 300 pessoas e tem como objetivo levantar entre os eleitores da área de estudo opiniões relacionadas às eleições 2020, que serão realizadas no dia 15 de novembro.  

Também foram apresentados aos votantes o candidato Elano de Almeida. 

Essa é quarta vez que Elano tenta administrar a Cidade Branca. Ele também teve um aumento na preferência dos corumbaenses, saindo de 6,92% para 7,94%.  

O nome da ex-diretora da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal, Lígia Baruki, também foi colocado como opção de votos e escolhido por 3,64% dos entrevistados. Não sabem, não responderam, brancos e nulos somaram 8,27%.

 
 

Administração

Além das intenções de voto para o pleito de novembro, os entrevistados também foram questionados sobre a administração do atual prefeito, Marcelo Iunes. 

Das 300 pessoas que responderam, 53,26% consideraram a gestão ótima ou boa; 29,72% regular com aprovação; 12,54% ruim ou péssima; e 4,48% regular, mas desaprovaram. 

A pesquisa tem um grau de confiança de 95%.  

Coronavírus  

O levantamento apontou ainda que 71,40% dos questionados tem medo do novo coronavírus (Covid-19), 28,25% não e 0,35% não souberam opinar.  

As medidas de prevenção contra a disseminação do vírus tomadas pela administração municipal foram aprovadas por 90,39% dos entrevistados, 8,28% são contra e 1,33% não souberam opinar. 

Por meio do Decreto 2.288 do dia 17 de abril, a prefeitura determinou quarentena de sete dias para os viajantes que chegam na cidade, mesmo sem sintomas da doença.

Ao serem questionados sobre o que mais dá medo entre a população, a Covid-19 ou o desemprego, 58,80% afirmaram que é a doença, enquanto 41,20% se preocupam mais em perder sua fonte de renda.  

Eleições

As eleições municipais de 2020 estão previstas para serem realizadas no dia 15 de novembro. Antes, o pleito estava marcado para 4 de outubro, mas, por conta da pandemia do novo coronavírus, foi adiado.  

 

Felpuda


Os bastidores fervem com a ciumeira que vem acontecendo em alguns municípios, onde determinados candidatos estariam sendo mais prestigiados que outros depois das alianças que foram formalizadas nas convenções. As queixas só aumentam, e as lideranças partidárias já não sabem o que fazer, temendo a possibilidade de que a vitória vá para o ralo. A bronca maior está entre integrantes das chapas puras de vereadores que se coligaram na majoritária. E salve-se quem puder!