Tecnologia

videochamada

Recursos do Facebook e Google complementam-se

Recursos do Facebook e Google complementam-se

da redação

14/07/2011 - 00h00
Continue lendo...

Na semana passada, o Facebook lançou um recurso de videochamadas em acordo com o Skype. O anúncio gerou certo anticlímax, por pelo menos duas razões.

A primeira: na semana anterior, o executivo-chefe e fundador da empresa, Mark Zuckerberg, prometera uma novidade "fantástica", o que gerou expectativas muito grandes --principalmente depois do lançamento do Google+, projeto de rede social da gigante de buscas. A segunda: o Hangouts, recurso de videoconferência do Google+, oferece muito mais funções. E o Google já oferecia videochamadas via chat.

Na guerra da comunicação por vídeo em redes sociais, porém, o Facebook tem uma vantagem importante: é uma plataforma estabelecida, com mais de 750 milhões de usuários. O Google+ é um serviço recente, com relativamente poucos membros e ainda em fase de testes.

É muito mais fácil encontrar um conhecido no Facebook do que no Google+ --por isso, no curto prazo, as videochamadas do primeiro devem ser mais utilizadas do que o Hangouts.

Outro ponto a favor do Facebook é a simplicidade de operação --você pode iniciar a chamada diretamente a partir da janela de chat ou da página do perfil do seu amigo. No Google+, você precisa clicar em um botão e definir os destinatários da chamada --individualmente ou por "círculos" (grupos de contatos)--, que são avisados de que você está disponível para conversa e decidem quando e se querem entrar na reunião.

O Hangouts funciona assim porque sua principal característica --e vantagem em relação à videochamada do Facebook-- é a conversa em grupo, e seria chato ter que chamar uma pessoa de cada vez --você pode atrapalhar seus amigos e fica sem saber por que um ou outro não responde, diz o Google, que compara o recurso a uma ida ao bar: ao aparecer lá, você sinaliza que está disponível para conversar.

Em resumo, o recurso do Facebook é mais conveniente para chamadas entre duas pessoas; o do Google+, para conversas em grupo. Aquele tem mais usuários; este, mais funcionalidades. Eles mais se complementam do que se rivalizam.

Uma comparação mais justa talvez seja entre a videochamada do Facebook e a do chat do Google. Esta pode ser iniciada a partir de serviços como o Gmail, o Orkut e o Google+, é tão simples quanto a do concorrente e só permite conversas entre duas pessoas. Assim como o Hangouts, ela perde para o Facebook no número de usuários, mas a importância dessa desvantagem depende da sua lista de contatos em cada serviço --não adianta ter centenas de amigos na rede criada por Zuckerberg se as pessoas que você quer ver e ouvir usam apenas o Gmail, por exemplo.

(Fonte: Folha Online)

INSTABILIDADE

Instagram está fora do ar hoje (14 de maio)

Usuários relatam instabilidade na plataforma da Meta

14/05/2024 22h11

Instagram

Instagram

Continue Lendo...

O Instagram apresentou instabilidade hoje, principalmente na versão móvel da aplicação, conforme relatos de usuários e monitoramento feito pelo Downdetector.

A queda da rede social começou por volta das 12h, e os problemas mais notificados incluem dificuldades com o login e a atualização do feed. Facebook também sofreu com a instabilidade.

A Meta, empresa que controla ambas as plataformas, já informou que o problema foi corrigido mais tarde no mesmo dia Relatórios de usuários indicam problemas com Instagram na noite desta terça-feira.

Ultima atualização às 22:19 desta terça-feira

Evolução tecnológica

ChatGPT 4o: mais rápido e 50% mais barato

OpenAI apresenta o novo cérebro da IA, oferecendo desempenho aprimorado a custos reduzidos

14/05/2024 16h12

Chat GPT

Chat GPT Reprodução

Continue Lendo...

A OpenAI surpreendeu o mundo da inteligência artificial (IA) nesta segunda-feira (13) ao revelar o ChatGPT 4o, o mais recente avanço em sua série de modelos de conversação. Com uma performance que lembra o aclamado filme "Ela" (dirigido por Spike Jonze em 2013), a empresa demonstrou as notáveis melhorias do GPT-4o sobre seu predecessor, o GPT-4 Turbo, elevando não só a capacidade de processamento de texto e compreensão de imagens, mas também mantendo o suporte para interações por voz.

De acordo com a OpenAI, em comparação com o GPT-4 atual, o GPT-4o oferece o dobro de velocidade no processamento de respostas, enquanto reduz os custos em 50%, tornando-se ainda mais acessível para os usuários. O modelo também ostenta uma capacidade cinco vezes maior. Agora, cada 1 milhão de tokens (pequenos segmentos de palavras) custa apenas US$ 5, em contraste com os US$ 10 do GPT-4 Turbo. A empresa anunciou que a nova IA estará disponível gratuitamente para todos os usuários da OpenAI, inclusive para os não assinantes do plano ChatGPT Plus.

A executiva-chefe de tecnologia da OpenAI, Mira Murati, liderou demonstrações impressionantes, destacando a habilidade do ChatGPT em lidar com imagens e voz. As interações revelaram uma IA não apenas mais inteligente, mas também mais natural em suas respostas, resultando em diálogos menos robóticos e mais próximos do estilo humano. Além disso, o chatbot demonstrou sua capacidade de compreender emoções humanas.

Murati também anunciou que o GPT-4o estará disponível como uma API, permitindo que desenvolvedores e empresas integrem facilmente a inteligência artificial em uma variedade de produtos e serviços. Além disso, a OpenAI revelou melhorias em mais de 50 idiomas.

Outro destaque do evento foi o lançamento de um novo aplicativo ChatGPT para Mac, da Apple, facilitando ainda mais a integração do chatbot nas tarefas diárias dos usuários.

Este anúncio precedeu o tão aguardado evento anual do Google, o Google I/O, que também promete inovações significativas na área de IA. Especula-se que a empresa demonstre as capacidades de sua IA Gemini como assistente pessoal.

Implicações para a competição

O evento da OpenAI não apenas apresentou as capacidades aprimoradas do ChatGPT-4o, mas também destacou seu potencial como concorrente direto de assistentes pessoais como Siri, da Apple, e Alexa, da Amazon. O modelo impressiona ao combinar funcionalidades de assistência por voz com a capacidade de processar imagens do mundo real através da câmera de smartphones. A principal vantagem sobre os concorrentes é a capacidade única do ChatGPT-4o de realizar todas essas funções em um único modelo.

Na demonstração, a IA foi capaz de narrar histórias com diferentes entonações vocais, desde emocionadas até totalmente robóticas. Além disso, utilizando a câmera do celular, o ChatGPT ajudou a resolver equações matemáticas simples escritas em papel e atuou como tradutor em tempo real durante uma conversa. Segundo a OpenAI, essas funcionalidades estarão disponíveis para os usuários nas próximas semanas.

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).