Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

OCUPAÇÃO DE LEITOS

A cada 10 internados por Covid, 9 são de Campo Grande

Campo-grandenses ocupam 90% dos leitos hospitalares na Capital
23/07/2020 12:03 - Gabrielle Tavares


Depois de bater número recode de notificações de Covid-19 em um dia, com mais de mil casos, a ocupação de UTI oferecidos pelo SUS na macrorregião de Campo Grande chegou a 94%. De cada 10 pacientes internados com a doença, 9 são campo-grandenses.

Das 158 solicitações de internação por Covid-19 nos hospitais públicos de Campo Grande neste mês, 143 são da própria Capital — o que equivale a 90,5%. Apenas 15 pacientes são do interior, vindos de 11 municípios.

Na rede privada os dados são equivalentes. Segundo a Central de Regulação, das 110 internações no mesmo período, 100 são de campo-grandenses e apenas 10 de pacientes de outros municípios.

“Isso mostra que medidas do Programa Prosseguir precisam ser adotadas, para que os casos diminuam, para que o rastreamento seja rigoroso. Além disso, evitar a ocupação de leitos de UTI com outros agravos, principalmente os que podem ser evitáveis, oriundos de acidentes”, afirmou o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende.  

No Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, unidade referência no tratamento da Covid-19 no Estado, 87 dos 96 leitos críticos estão ocupados, a maioria deles por moradores de Campo Grande. São 78 pacientes da Capital e apenas nove do interior.  

Segundo o último boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde, Campo Grande tem 7.680 casos confirmados do coronavírus, e 81 mortes em decorrência da doença.

 
 

Felpuda


Apressadas que só, figurinhas tentaram se “apoderar” do protagonismo de decisão administrativa. Não ficaram sequer vermelhas quando se assanharam todas para dizer que tinham sido responsáveis pela assinatura de documento que, aliás, era uma medida estabelecida desde 2019. Quem viu o agito da dupla não pode deixar de se lembrar daquele pássaro da espécie Molothrus bonarienses, mais conhecido como chupim, mesmo. Afe!