Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ENERGISA FAZ APELO

Calor intenso provoca recorde no consumo de energia em Mato Grosso do Sul

Calor de 44ºC no dia 2 fez com que consumo aumentasse drasticamente, fim do home-office também pode ter influenciado
07/10/2020 16:00 - Ana Karla Flores, Gabrielle Tavares


A Energisa Mato Grosso do Sul informou que a empresa bateu recorde de consumo de energia elétrica na última sexta-feira (2). A carga atingiu 1.170 megawatts (MW), superior ao último recorde em fevereiro, quando a máxima registrada no sistema da concessionária atingiu 1.142 MV.

O Operador Nacional do Sistema (ONS) atribui a retomada do consumo de energia às altas temperaturas e ao gradual processo de retorno das atividades econômicas no País, após a pandemia da Covid-19.

O uso contínuo de equipamentos eletrônicos para amenizar o forte calor que atinge o Estado pode, também, causar problemas nos transformadores, com a possibilidade de queima, atingindo assim os eletrônicos das residências. 

Segundo alertou gerente de operação da concessionária de abastecimento de energia do Estado, Fernando Corradi, a compra dessas máquinas e a não informação a empresa pode causar os problemas na rede de abastecimento.

"Normalmente em um período de calor intenso, alguns consumidores compram um novo ar-condicionado, uma geladeira ou um freezer maior, porém não informa a concessionária. Assim nós não podemos redimensionar o sistema para atender a demanda maior", avisa Corradi. 

"A declaração não tem vínculo com a conta de energia. A soma das potências em casa é a carga declarada. A energia é a quantidade de horas de utilização por mês para a fatura da conta. Só corrobora para um melhor funcionamento do sistema", continuou.

Ainda conforme o gerente, nesses períodos de calor há sobrecarga no sistema, o que pode causar a queimar do transformador. "Quando não temos o sistema declarado adequadamente, pode acabar causando uma falta de energia para o consumidor".

A empresa garante que, apesar desses problemas que podem ocorrer, eles são pontuais. 

"Não há risco de ficar sem energia, estamos preparados para isso. Hoje temos um sistema robusto com um nível de geração muito grande. O problema causa problemas pontuais em transformadores que afetam a energia dos consumidores", garante Corradi.

PREVISÃO

De acordo com o Clima Tempo, as temperaturas máximas registradas em Mato Grosso do Sul variaram entre 40ºC e 44ºC na sexta-feira.

Índices que devem se repetir ainda nessa semana. Hoje as estimativas do Instituto Nacional de Metereologia (Inmet) preveem máxima de 41 °C, enquanto a mínima fica em torno de 26°C.  

Já na quinta-feira (8), o calor pode ser ainda mais intenso, com máxima de 43°C e mínima de 27°C. Neste dia, a umidade deve seguir a sua tendência de queda, com mínima de 10%.

 
 

Felpuda


Entre sussurros, nos bastidores políticos mais fechados, os comentários são que história apregoada por aí teria sido construída para encobrir o que realmente foi engendrado em conversa que resultou em negociata. 

O script foi na base do “você finge que é assim, e nós fingimos que acreditamos”. 

Batido o martelo, a encenação prosseguiu e, conforme o combinado, deverão ser apresentados novos episódios.

Ah, o poder!