Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19

Média de casos confirmados e mortes diminui, mas feriado prolongado preocupa Saúde

Secretário pediu para que população mantenha medidas de prevenção para evitar nova curva de crescimento
07/10/2020 11:47 - Glaucea Vaccari


Número de casos confirmados de Covid-19 e mortes teve decréscimo em Mato Grosso do Sul, após cerca de dez semanas em um platô elevado, mas o feriado prolongado de Criação do Estado e Dia de Nossa Senhora Aparecida preocupa a Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Nas últimas 24 horas, foram confirmados 481 novos casos, com média móvel de 474,4 casos novos por dia, e nove mortes, com média de 11,9 óbitos por dia.  

Para manter os casos em decréscimo, secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, pede que a população evite aglomerações no feriadão, que podem refletir em aumento nos números em 14 dias.  

“Estamos fazendo este apelo para que as pessoas, principalmente aqueles que já não conseguem ficar em casa, nós recomendamos não saírem, mas se saírem, que mantenham as regras de higiene, o uso de máscaras e evite aglomerações”, disse

“Nesses dias com um calor muito grande, certamente haverá de termos, em cidades que têm apelo turístico, uma grande concentração de pessoas”, completou o secretário.

No último feriado prolongado, de Independência do Brasil, Bonito recebeu muitos turistas e houve aglomerações em diversas outras cidades do Estado, o que resultou em aumento de casos e taxa de contágio.

Desde o início da pandemia, são 73.027 casos confirmados de Covid-19 no Estado, sendo 66.615 sem sintomas e já estão recuperados e 5.027 ativos,  com 419 internados.

“Chegamos a 73 mil casos confirmados com 66.615 recuperados, perto de 95% de casos recuperados, o que é um caso de sucesso”, comemorou Resende.

Quanto as mortes, das nove confirmadas em 24 horas, foram duas em Campo Grande, duas em Ponta Porã, e uma nos municípios de Coxim, Dourados, Naviraí, Rio Brilhante e Terenos.

Mato Grosso do Sul soma 1.385 óbitos pela doença desde o início da pandemia. Taxa de letalidade permanece em 1,9%.

“A taxa de contágio permanece abaixo de 1% [0,99%], é um bom dado, se persistir vamos ter decréscimo dia após dia no número de casos em Mato Grosso do Sul”, comentou o secretário.

Com relação a taxa de ocupação de leitos do Sistema Único de Saúde (SUS), macrorregião de Campo Grande tem 69% dos leitos ocupados, Dourados 67%, Três Lagoas 47% e Corumbá 56%.

 
 

Felpuda


Ex-cabecinha coroada anda dizendo por aí ser o responsável por vários projetos para Campo Grande, executados posteriormente por sucessor. 

Ao fim de seus comentários, faz alerta para que o eleitor analise atentamente de como surgiram tais obras e arremata afirmando que não foi “como pó mágico de alguma boa fada madrinha. 

Houve muito suor nos corredores de Brasília”. Então, tá!...