Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19

Comprado por R$ 863,5 mil, coquetel para Covid-19 chega em 10 dias

Aquisição é referente a ivermectina, hidroxicloroquina e sulfato de zinco
11/07/2020 10:45 - Daiany Albuquerque


 

A prefeitura de Campo Grande fechou a aquisição dos medicamentos para comporem o coquetel para o tratamento precoce da Covid-19. Os remédios foram comprados em três distribuidores, por R$ 863.530 e devem chegar em até 10 dias.

De acordo com o termo da aquisição, feita sem licitação por conta do estado de emergência em saúde decretada pelo município, os medicamentos foram comprados com a Nunesfarma Distribuidora de Produtos Farmacêuticos Ltda.(R$ 637.980,00), Medicinalis Farmacêutica Ltda. (R$ 59.850,00) e Farma Cinco Ltda. (R$ 165.700,00). Não há especificação sobre qual medicamento cada empresa é responsável.

Apesar de ter prazo contratual de entrega imediata, conforme o médico Sandro Benites, toxicologista responsável pelo Centro Integrado de Vigilância Toxicológica (Civitox) e membro do grupo de profissionais responsáveis pela criação do protocolo, os medicamentos devem chegar na cidade em 10 dias, quando serão colocados à disposição na rede pública de saúde.

Do coquetel previsto no protocolo aprovado pela prefeitura, apenas a azitromicina e a vitamina D não foram adquiridas, porque já havia uma quantidade suficiente na rede para que a medida seja colocada em prática.

O protocolo chamado de “tratamento precoce da Covid-19”prevê que esses medicamentos sejam oferecidos a pacientes iniciais da doença, assim que os primeiros sintomas sejam apresentados e também para profissionais de saúde.

A medida foi aprovada na semana passada pela prefeitura de Campo Grande e foi proposta por um grupo de cerca de 250 médico que atuam na cidade em vários estabelecimentos, particulares e públicos. Conforme o documento feito pelos profissionais, a medida é válida apenas para pacientes acima de 12 anos.

Os medicamentos devem ser usados entre o 1° a 5° dia de sintomas, sempre com prescrição médica. O protocolo estabelece a ingestão dos seguintes medicamentos: Azitromicina 500 mg, Hidroxicloroquina 400 mg, Sulfato de Zinco 110 mg, Ivermectina 6 mg e Vitamina D3 (Colecalciferol) 50.000 UI.

 

Felpuda


A lista do Tribunal de Contas de MS, com nomes de gestores que tiveram reprovados os balanços financeiros de quando exerceram cargos públicos, está deixando muitos candidatos de cabeça quente.  Conforme previsto pelo Diálogo, adversários estão se utilizando de tais dados para cobrar, principalmente nas redes sociais, deixando alguns gestores na maior saia justa e tendo que se explicar. O eleitor, por enquanto, só observa. E dê-lhe!