Clique aqui e veja as últimas notícias!

COMÉRCIO

Dia das Crianças deve ter melhor resultado para o comércio desde o início da pandemia

Vendas devem aumentar 5% e principal motivo é que pais querem presentear crianças que estão ansiosas devido ao isolamento
22/09/2020 10:29 - Glaucea Vaccari


Dia das Crianças, comemorado no dia 12 de outubro, deve ter o melhor resultado para o comércio desde o início da pandemia, em Mato Grosso do Sul.

Pesquisa divulgada hoje (22) pela Fecomércio aponta crescimento de 5% nas vendas no período, resultado positivo comparado com quedas que chegaram a superar 40% no Dia das Mães e Dia dos Namorados.

Expectativa é que a movimentação financeira com o Dia das Crianças apresente resultados melhores, mesmo com apenas 30% da população afirmando que irá comemorar.

A data deve movimentar R$ 139,15 milhões na economia do Estado, sendo R$ 102,99 milhões em gastos com compra de presentes e R$ 36,17 milhões destinados a comemorações.  

Gasto médio por pessoa deve ser de R$ 230,55.

De acordo com a economista da Fecomércio, Daniela Dias, o isolamento social devido a pandemia  refletiu no aumento da intenção de compra para atenuar a situação de crianças que estão em casa há vários meses.

“O leve aumento da compra de presentes ocorreu também, em função dos aspectos comportamentais e das influências do isolamento social durante a pandemia do coronavírus, uma vez que, em casa, muitas crianças têm ficado ansiosas”, explica.

A pesquisa apontou também que crianças e adolescentes que estão em casa em função do isolamento e suspensão das aulas presenciais estão ansiosas e têm usado como recursos para amenizar o problema o videogame/celular (49%), seguidos pelos filmes e séries (44%), desenho e pintura (7%), conversa com amigos e brincadeiras com primos (6%).

Entre as pessoas que irão presentear os filhos, afilhados ou sobrinhos, preferência é por brinquedos (39%), roupas (31%) e calçados (21%).

Lojas físicas continuam na preferência da grande maioria (83%), mas há destaque para compras na internet (12%) e lojas com entrega em domicílio (17%).

Quanto as comemorações, passeios e brincadeiras são as principais escolhas, seguido por refeições delivery e levar as crianças em lanchonetes ou restaurantes.

Em um cenário hipotético, caso não houvesse a pandemia, parques seriam os ambientes preferidos, além de passeio e ida ao cinema.