Cidades

Dengue

A+ A-

Fumacê: combate ao mosquito da dengue é reforçado em seis bairros da Capital

O serviço percorrerá os bairros Moreninhas, Jardim Centro Oeste, Lageado, Tarumã, Aero Rancho e Portal Caiobá

Continue lendo...

Seis bairros de Campo Grande receberão o reforço do 'fumacê' no combate ao mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão de doenças como Dengue, Zika e Chikungunya, nesta terça-feira (02).

As equipes da Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais (CCEV), da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), circularão das 16h às 22h, realizando o serviço de borrifação ultrabaixo volume (UBV), popularmente conhecido como Fumacê.

Os bairros beneficiados serão Moreninhas, Jardim Centro Oeste, Lageado, Tarumã, Aero Rancho e Portal Caiobá. A estratégia visa ampliar a eficácia do inseticida, necessitando que os moradores abram portas e janelas para permitir que o veneno alcance os locais onde os mosquitos estão mais propensos a se concentrar.

O inseticida utilizado tem como alvo os mosquitos adultos, especialmente as fêmeas, responsáveis pela transmissão das doenças. No entanto, é possível que outras espécies também sejam afetadas, exigindo uma aplicação cuidadosa do veneno.

Confira o itinerário:

Contudo, é importante ressaltar que os serviços podem ser adiados ou cancelados em caso de chuvas, ventos ou neblina, pois tais condições meteorológicas prejudicam a aplicação do veneno.

O fumacê é uma ferramenta adicional no enfrentamento do Aedes aegypti, cujo foco é percorrer áreas com altos índices de proliferação do mosquito. Paralelamente, agentes de saúde estão realizando visitas domiciliares, orientando os moradores e realizando atividades de bloqueio, que incluem a identificação e eliminação de focos e possíveis criadouros do mosquito.

A secretária municipal de Saúde, Rosana Leite de Melo, ressaltou a importância das ações preventivas e estratégicas para evitar surtos ou epidemias de dengue na cidade. Ela pediu a colaboração da população, destacando que a participação de cada indivíduo é essencial para vencer essa batalha contra o mosquito transmissor de doenças.

“Estamos agindo de maneira preventiva e estratégica para evitar que a gente tenha um aumento de casos em nosso município. Pedimos que a população receba os nossos agentes e colabore. Se cada um fizer a sua parte, iremos vencer mais essa batalha”, afirmou a secretária.


Assine o Correio do Estado.

Cotidiano

BNDES aprova R$ 45 milhões para vacina contra gripe do Butantan

Valor financiará estudos para confirmação da eficácia e segurança do imunizante tetravalente

24/04/2024 20h00

Continue Lendo...

O BNDES aprovou nesta quarta-feira (24) financiamento no valor de R$ 45,4 milhões para que o Instituto Butantan realize ensaios clínicos para o desenvolvimento de uma vacina tetravalente contra a influenza, o vírus causador da gripe.

A atual vacina produzida pelo Butantan protege contra os três tipos de vírus influenza mais prevalentes. O desenvolvimento da nova vacina ampliará a eficácia do imunizante, além de facilitar a incorporação de outras linhagens do vírus que futuramente passem a ser relevantes.

O apoio do BNDES visa a realização dos estudos clínicos fase 3, para a confirmação de eficácia e segurança da vacina, testes que precisam ser realizados para a aprovação do registro do imunizante pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).
Serão realizados dois ensaios clínicos fase 3 distintos, sendo um para participantes acima de 3 anos e outro realizado em crianças de 6 a 35 meses.

A expectativa é que os resultados dos testes da nova vacina sejam submetidos à Anvisa em dezembro de 2024, com previsão de emissão do registro do imunizante no segundo semestre de 2025.

"O acesso a vacinas é um direito do povo brasileiro, assegurado pelo SUS. Ao aumentar a efetividade da vacina contra a gripe utilizada nas campanhas do Ministério da Saúde, o projeto contribui para a melhoria do nosso sistema de saúde, por meio da queda dos números de hospitalizações, complicações e mortes causadas pela doença", afirma Aloizio Mercadante, presidente do BNDES.

"A autorização deste recurso do BNDES chega em momento oportuno, mostrando o comprometimento do banco em contribuir para que o Brasil possa fortalecer sua autonomia no setor de imunobiológicos", afirma Saulo Nassif, diretor executivo da Fundação Butantan.
 

Fiscalização

Comissão de Justiça autoriza estados a legislarem sobre armas de fogo

Membro da comissão, o deputado federal de MS, Marcos Pollon (PL) votou a favor do projeto, onde cada estado precisa comprovar o componente cultural sobre o uso de armas de fogo e fiscalização

24/04/2024 18h23

Fotos: Lula Marques/ Agência Brasil

Continue Lendo...

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou, com 34 votos sim e 30 não, o Projeto de Lei Complementar nº 108/23, que autoriza os estados e o  Distrito Federal a competência para legislar sobre posse e porte de armas de fogo para defesa pessoal, práticas desportivas e controle de espécies exóticas invasoras (PLP 108/23).

Membro da  comissão, o deputado federal por Mato Grosso do Sul, Marcos Pollon (PL) votou a favor e deu constitucionalidade ao projeto da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado.

Segundo a proposta apresentada pela pela deputada federal, Caroline de Toni (PL-SC), cada estado terá sua própria legislação sobre posse e porte de armas de fogo, seja para defesa pessoal, como também para práticas esportivas. 

Ainda de acordo com o documento, cada estado deverá comprovar o componente cultural sobre o uso de arma de fogo e a capacidade de fiscalização. 

De acordo com o deputado federal  Paulo Bilynskyj (PL-SP), destacou as peculiaridades regionais sobre cada estado possa decidir o acesso  às armas de fogo para defesa pessoal e tiro desportivo.

“Nada melhor para o estado do que cumprir a vontade de seus habitantes, mas a esquerda quer centralizar num ente único, comunista, a liberdade de defesa do indivíduo”, disse. 
 

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).