Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TRANSPORTE COLETIVO

Prefeitura libera passe do estudante e amplia limite de passageiros em ônibus

Ônibus poderão circular com até 50% da capacidade de passageiros em pé
16/10/2020 11:02 - Glaucea Vaccari


Após desbloquear o passe gratuito para idosos, Prefeitura de Campo Grande liberou os cartões do transporte coletivo para estudantes que tem o benefício, além de ampliar o limite de passageiros em pé nos ônibus.

Decreto foi publicado em edição extra do Diário Oficial desta quinta-feira (15).

Para ter o benefício desbloqueado, somente as escolas deverão protocolar, junto a Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), a relação de estudantes que deverão ter o passe liberado e depois retirar os cartões.

Benefício poderá ser usado apenas em dias úteis, das 7h45 às 16h e das 19h à meia-noite.  

Passe do estudante estava bloqueado desde a segunda quinzena de março, quando as aulas presenciais foram suspensas devido à pandemia do coronavírus.

Retorno das aulas foi permitido apenas na rede particular de ensino, com a volta de alunos do ensino médio na segunda-feira (19).

No dia 5 de outubro, foi liberado o passe gratuito para idosos, que também estava bloqueado desde março. O horário da gratuidade é das 9h às 16h e das 19h à 0h em dias úteis e em qualquer horário aos sábados, domingos e feriados.

 
 

Aumento da capacidade

Decreto também aumentou a capacidade de passageiros em pé nos ônibus do transporte coletivo, de 30% para 50% da lotação máxima de passageiros permitida pela fábrica.  

Todos os veículos deverão afixar, em seu interior, adesivos indicando qual é esta lotação máxima.

Uso de máscaras descartáveis ou caseiras continua obrigatório para todos os usuários do transporte coletivo.

Os ônibus que têm sistema de ar-condicionado ou climatização somente poderão circular com estes equipamentos desligados e com todas as janelas abertas.  

Desde março, o transporte coletivo opera abaixo da capacidade por determinação da prefeitura de Campo Grande, devido à pandemia do coronavírus.,

 

Felpuda


Comentários maldosos nos meios políticos dão conta que duas figurinhas que se rebelaram contra os próprios colegas poderão ficar no sereno político e, de forma indireta, serem personagens das próprias manifestações.

Um deles defendeu a redução do número de vereadores, e o outro disse ter vergonha de exercer o cargo. Agora enfrentam altos e baixos na campanha eleitoral.