Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COLUNA PERFIL

A postura esportiva de Valentina Bulc

No ar em “Salve-se Quem Puder”, a atriz vive rotina de atleta para interpretar uma ginasta
16/03/2020 16:00 - Caroline Borges/TV Press


 

Aos 20 anos, Valentina Bulc tem certeza do caminho artístico que deseja trilhar profissionalmente. Ainda assim, a partir de seu trabalho em “Salve-se Quem Puder”, a atriz teve a oportunidade de conhecer um novo universo profissional. Para viver a ginasta Bia, ela precisou passar por um intenso período de treinos com atletas profissionais. Ao longo de três meses, Valentina aprendeu alguns movimentos e técnicas da ginástica olímpica. “Fiquei muito encantada por esse mundo. Os atletas profissionais que treinavam com a gente tinham começado no esporte muito crianças. Minha dublê, por exemplo, começou com três anos. Nesse tempo já melhorei muito minha flexibilidade, aprendi a dar mortal na cama elástica. Antes, eu não sabia dar nem estrela, tinha certo medo de me machucar”, explica Valentina, que treinava de duas a três vezes na semana. “A preparadora sabia nosso limite. Mas só o aquecimento já era intenso. O treino da ginástica é muito diferente do treino da academia. Outros músculos são trabalhados”, completa.

A preparação na novela, inclusive, fez com que Valentina voltasse à academia. Logo que soube que viveria uma ginasta, a atriz buscou retomar sua rotina de exercícios físicos e procurou o acompanhamento de um nutrólogo. “Eu precisava ter um corpo de ginasta no vídeo. Passei a malhar pesado e ir todos os dias. E tomei gosto. Agora estou amando malhar. Senti uma diferença absurda no corpo. Me sinto mais firme e comecei a emagrecer”, afirma.

Na história de Daniel Ortiz, Valentina é filha de Agnes, papel de Carolina Kasting, e irmã da protagonista Kyra/Cleyde, interpretada por Vitória Strada. A jovem é uma ginasta promissora, mas foi obrigada a abandonar o esporte após ter problemas no coração e colocar um marca-passo. Mesmo sabendo dos riscos que corre, Bia retoma os treinos sem o conhecimento da família. “A Bia é uma garota autêntica e muito entusiasmada com a vida. A ginástica é a razão da vida. Ela tem o sonho de competir e ser uma atleta de excelência. Ela tem noção do risco que corre, mas, para a Bia, a vida sem a ginástica não vale a pena. Melhor correr o risco do que viver uma vida monótona. É um amor muito grande pela ginástica”, defende. No centro de treinamento, Bia conhece Tarantino, de Daniel Rangel. Os dois acabam se apaixonando, mas precisam lidar com a interferência de Tammy, vivida por Lívia Inhudes. Ginasta rival de Bia, ela já teve um rápido relacionamento com Tarantino e não se conforma com a preferência dele pela filha de Agnes. “No romance, a Bia é mais tímida, insegura e tem medo de se apaixonar. Acho que é o único aspecto que ela não é decidida. Ainda assim, ela não gosta de sofrer na frente dos outros e nem se faz de vítima”, ressalta. 

A trama de “Salve-se Quem Puder” é a quarta novela de Valentina. Antes, ela participou da temporada 2016 de “Malhação”, “O Outro Lado do Paraíso” e também integrou o elenco da bíblica “Jesus”, da Record. Após terminar um relacionamento de quase três anos, a atriz está feliz com os rumos de sua vida profissional. “Tem um pouco mais de três meses que fiquei sozinha. Estou muito focada no meu trabalho. Posso ter 100% do meu foco na novela. A entrega é apenas profissional nesse momento. Estou bem feliz com esse projeto. Até chorei quando fui chamada”, revela.

 
 

Casal reeditado

O entrosamento em cena entre Valentina Bulc e Daniel Rangel é antigo. Recentemente, os dois fizeram par romântico na série “Eu, a Vó e a Boi”, disponível no Globoplay. Na história escrita por Miguel Falabella, eles interpretam o casal Demimur e Roblou. Inclusive, o bom desempenho da dupla gerou o convite para o enredo de “Salve-se Quem Puder”. “Foi meu primeiro convite aqui na Globo. Fiquei muito feliz. Eu e Dani fomos convidados para fazer par de novo. A gente fez um trabalhou que funcionou muito e ficou muito legal no vídeo”, valoriza. 

O papel na série “Eu, a Vó e a Boi”, no entanto, não foi importante apenas pelos frutos que gerou. Ao longo do trabalho na produção cômica, Valentina sentiu uma série de mudanças em seu desempenho como atriz. Sua visão como profissional mudou bastante a partir da “sitcom” assinada por Falabella. “Foi o papel que eu passei a entender mais interpretação. Foi um papel que exigiu muito estudo e concentração. Eu mudei como atriz, comecei a ver o trabalho como algo mais visceral. Consegui juntar a psicologia, que é algo de que eu gosto muito, com a arte”, explica.

Instantâneas

# Valentina é filha da também atriz Adriana Prado.

# Os treinos da novela acontecem no ginásio do Clube do Flamengo, na Gávea, na Zona Sul do Rio de Janeiro. “A gente parou para o Natal e senti muita falta dos treinos. A equipe é muito gente boa”, elogia.

# A atriz participou do clipe da música “Minha Bela”, do cantor Pacheco. 

# Valentina também esteve no elenco da quarta temporada de “Os Suburbanos”, do Multishow. 

Felpuda


Na troca de alfinetadas entre partidos que não se entenderam até agora sobre eventual aliança, uma outra peça está surgindo: trata-se do levantamento completo sobre investimentos feitos, recursos liberados, parcerias em todas as áreas, além do prazo de quando tudo isso começou. Caso os palanques venham a ficar distanciados, a divulgação será feita à exaustão durante a campanha eleitoral, para mostrar quem é quem na história. Os bombeiros continuam atuando.