Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

NOVELA

Michelle Batista interpreta a aprendiz de vilã em "Amor Sem Igual", da Record

De volta ao ar, a atriz vibra com novos rumos de sua personagem no folhetim
17/11/2020 14:18 - Caroline Borges/TV Press


Michelle Batista tinha apenas um pensamento rondando sua cabeça no início do ano: o trabalho em “Amor Sem Igual”, da Record. Com as gravações a todo vapor, a atriz foi surpreendida pela paralisação dos trabalhos em março, quando foram anunciadas as primeiras medidas de isolamento social em virtude da pandemia do novo coronavírus. A pausa nas gravações, no entanto, não fez com que a personagem Maria Antônia saísse dos pensamentos da atriz. Durante toda a quarentena, Michelle ainda ocupava boa parte do seu tempo imaginando como seria o isolamento social da aprendiz de vilã. “A Maria Antônia certamente gastaria boa parte do tempo testando novas receitas na cozinha, porque a personagem tem um lado culinário muito forte. Além disso, a internet seria uma grande aliada. Ela seria espectadora assíduas das lives e shows na internet”, afirma.

Durante a quarentena, Michelle viu algumas transformações em sua rotina. A atriz conquistou novos hábitos que devem se estender nos próximos meses. Irmã gêmea da também atriz Giselle Batista, ela aproveitou o período para se aproximar mais da família. “Eu aproveitei a quarentena para ficar com meus pais e curtir um pouco mais a companhia deles. Ando lendo muito, fazendo novas receitas na cozinha e aprendendo yoga, o que me ajudou muito a manter a saúde mental em dia também”, afirma ela, que reforçou os hábitos de higiene também. “Lavo bem mais as mãos, higienizo as compras e deixo sempre os sapatos da rua separados”, completa.

Em agosto, Michelle conseguiu resgatar uma parte de sua normalidade do dia a dia. Ela voltou aos estúdios para a gravação da segunda fase de “Amor Sem Igual”. Os trabalhos, que já foram finalizados, contaram com diversos protocolos de segurança e higiene no combate à Covid-19, como distanciamento social, uso de máscaras e um acrílico separando os atores no “set”. “Foi um super desafio, mas, ao mesmo tempo, foi muito bonito ver o comprometimento de tanta gente querendo fazer isso dar certo. E felizmente deu! A gente sabe que muitas famílias vivem do audiovisual e conseguir promover esse retorno em segurança foi muito importante”, valoriza a atriz, que ainda estranha o contato físico reduzido. “Quero muito poder abraçar todos os meus amigos sem medo. Sinto mais falta da liberdade. Do ir e vir. De poder andar na rua sem medo, ter um maior contato com as pessoas e a natureza”, ressalta.

Na nova fase da novela, a relação entre Maria Antônia e a protagonista Poderosa, interpretada por Day Mesquita, está mais tranquila. Poderosa foi a responsável por apoiar e defender a jovem quando Maria Antônia revelou que foi estuprada por Leandro, de Gabriel Gracindo. Após o episódio traumático, ela criou coragem e deixou a casa de sua família para morar sozinha, conseguindo um novo local para ficar com a ajuda de Poderosa. “A Maria Antônia nunca foi exatamente uma vilã. Ela tinha uma rivalidade com a Poderosa por conta de uma disputa pelo amor de Miguel (Rafael Sardão). A personagem é, na verdade, bastante extremista e desmedida em relação a esse amor”, defende.

 

Felpuda


Tropas de choque ligadas a alguns vereadores estão agitadas que só nas redes sociais na tentativa de desbancar a concorrência das “chefias” que querem porque querem. Querem a cadeira maior da Câmara Municipal de Campo Grande. A da presidência.

Segundo políticos mais antenados, trata-se do “segundo turno” das eleições do dia 15 de novembro, só que com apenas 29 eleitores.