Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ECONOMIA

Com abertura de fábrica, governo quer criar polo moveleiro em MS

Indústria de placas de MDF é 1º passo do setor
02/07/2018 05:00 - DA REDAÇÃO


 

Com 1,092 milhão de hectares de florestas de eucaliptos plantados, Mato Grosso do Sul dá novo passo para a agregar mais valor à madeira produzida via reflorestamento no Estado. Com 300 mil hectares de florestas ociosas, a ideia do governo é estender a utilização da matéria-prima a outros setores da cadeia produtiva e, finalmente, criar um polo moveleiro em MS.

Um dos primeiros avanços neste sentido pode vir com a inauguração, na quarta-feira, em Água Clara, de uma unidade industrial de produção de placas de MDF (madeira de média densidade). A indústria tem investimentos de mais de R$ 600 milhões na implantação da planta e outros R$ 75 milhões no plantio de florestas de eucaliptos, que abastecerão de matéria-prima a companhia.

A planta industrial da Greenplac, da Asperbras, está instalada em uma área de 510 mil metros quadrados e dispõe de uma linha de produção automatizada de 425 metros lineares. Inicialmente, ela produzirá 250 mil metros cúbicos de MDF por ano, mas já está prevista a instalação futura de uma segunda linha, de 650 mil metros cúbicos anuais. A empresa está em vias de receber a certificação ambiental Forest Stewardship Countil (FSC), concedida por uma organização não-governamental independente, que promove o manejo florestal globalmente.

*Leia mais na reportagem de Rosana Siqueira e Eduardo Fregatto, na edição desta segunda-feira (2) do Correio do Estado.

 

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!