Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NAS BOMBAS

Gasolina fica mais cara ao consumidor pela quarta semana consecutiva

Nos postos do Estado, preço do litro chega a custar R$ 4,60
28/06/2020 17:36 - Glaucea Vaccari


 

Pela quarta semana consecutiva, o preço médio da gasolina aumentou nas bombas em Mato Grosso do Sul, chegando a custar até o dia R$ 4,60 o litro no Estado, conforme aponta levantamento da Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP). Em um mês, valor médio teve alta de 2,71%, saltando de R$ 3,981 para R$ 4,077.

Na semana encerrada neste sábado (27), preço médio do litro da gasolina ficou em R$ R$ 4,077, aumento de 0,77% em relação à semana anterior, quando o valor médio era de R$ 4,046.

Quando considerado o preço mínimo, nesta semana o menor valor encontrado nos 85 postos de combustíveis percorridos pelos técnicos foi de R$ 3,958. Já o preço máximo é de R$ 4,600.

No comparativo das últimas quatro semanas, a majoração no preço médio é de 2,71%. Na pesquisa realizada na semana de 31 de maio a 6 de junho, o valor médio era de R$ 3,959. Este preço subiu para R$ 3,968 no período de 7 a 13 de junho, e teve outra alta na semana seguinte, de 14 a 20 e junho, para R$ 4,046, chegando até os R$ 4,077 registrado de 21 a 27 de junho.

Em Campo Grande, o preço do litro ultrapassou os R$ 4 nesta semana, com valor médio de R$ 4,009, sendo encontrada entre R$ 3,958 e R$ 4,099. No mês, o combustível acumula alta de 3,42%, já que no começo do mês o preço médio era de R$ 3,876.

O maior preço é comercializado em Corumbá, onde o valor médio é de R$ 4,505, chegando a ser vendida a R$ 4,600 em alguns postos. Desde o início do mês o combustível está acima dos R$ 4 na cidade.

O diesel também seguiu a tendência de alta, saltando de R$ 3,130 para R$ 3,179 na última semana no Estado. O etanol aumentou 0,91%,passando de R$ 3,059 para R$ 3,087.

Neste mês, a Petrobras reajustou o preço da gasolina três vezes nas refinarias.  O primeiro aumento foi no dia 1º , o segundo no dia 9. e o terceiro no dia 19 de junho. Pelos dados da Petrobras, em 2020, a gasolina teve 19 reajustes sendo sete aumentos e 12 reduções de preços,

 

Felpuda


Questão de família acabou descambando para o lado da política, e a confusão já é do conhecimento público. 

A queda de braço tem como foco a troca de apoio político que, de um, foi para outro. Sem contar as ameaças de denúncia da figura central do imbróglio. 

A continuar assim, há quem diga que nenhum dos dois candidatos a vereador envolvidos na história conseguirá ser eleito. Barraco é pouco!