Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NÃO CONCRETIZADA

Corinthians desiste de William Magrão

Corinthians desiste de William Magrão
01/03/2011 15:31 - Agência Estado


A contratação do volante William Magrão chegou a ser dada como praticamente fechada pelo Corinthians, mas não se concretizou. O Grêmio anunciou nesta terça-feira que a negociação com o clube paulista fracassou e, assim, o jogador permanecerá no futebol gaúcho. Por 50% dos direitos econômicos do jogador de 24 anos, o Corinthians pagaria R$ 3 milhões, em parcelas, ao Grêmio.

Como a negociação estava avançada, William Magrão chegou a ser afastado do grupo gremista, mas agora ele voltará a trabalhar sob o comando do técnico Renato Gaúcho. "Se fosse pra eu sair, o negócio não teria que ser só bom pra mim, teria que ser bom pro Grêmio também. Estou feliz em permanecer", disse.

William Magrão ficou sem espaço no Grêmio depois de não ter sido incluído na lista dos atletas inscritos na fase de grupos da Libertadores. Como estava machucado na fase preliminar, o volante não apareceu na lista inicial. Depois, quando foram permitidas três alterações, os gaúchos optaram por inscrever os seus três principais reforços para a temporada.

As lesões, aliás, são comuns na carreira de William Magrão. Em 2009, ele rompeu os ligamentos do joelho e ficou quase um ano parado. Quando voltou, encarou problemas físicos. No final da temporada passada, passou por uma artroscopia. Agora, ele espera que o Grêmio avance na Libertadores para ganhar nova chance com Renato Gaúcho.

"Agora vou torcer para que possamos passar de fase na Libertadores. O Renato disse que eu serei o primeiro jogador inscrito se chegarmos às oitavas de final. Quero ser tri campeão da América com o Tricolor", comentou William Magrão, que está na equipe profissional do Grêmio desde 2007, com 108 partidas disputadas e 11 gols marcados.

Felpuda


A lista do Tribunal de Contas de MS, com nomes de gestores que tiveram reprovados os balanços financeiros de quando exerceram cargos públicos, está deixando muitos candidatos de cabeça quente.  Conforme previsto pelo Diálogo, adversários estão se utilizando de tais dados para cobrar, principalmente nas redes sociais, deixando alguns gestores na maior saia justa e tendo que se explicar. O eleitor, por enquanto, só observa. E dê-lhe!